quinta-feira, 9 de abril de 2015

Sexo Anal ( Prazer ou Tortura? ) Confira o texto.

O sexo anal é hoje uma prática corrente entre os casais, sendo de longa data, casados, namorados, cúmplices ao nível da amizade e/ou conhecimento,  ou ocasionais. Existe mesmo quem procure alguém a fim de ter esse acto sexual.

Geralmente a acção anal é mais prazerosa para o sujeito activo do que para o sujeito passivo. 
Os músculos do ânus são mais apertados e menos flexíveis do que os da vagina, fazendo com que a pressão sobre o pénis seja mais forte, quiçá um pouco diferente na questão dolorosa. Nada que um bom creme/liquido, muita tesão e vontade, conjuntamente com a muito carinho e meiguice, não resolva a contento dos dois intervenientes.

Uma boa preparação mental e sexual, falando com mais ênfase do praticante passivo, seja do sexo feminino ou masculino, fará com que seja atingido um total prazer, mormente no início do acto, onde tal ( sentido de prazer ) nem sempre é garantia absoluta.

Por isso, ambos os parceiros, devem  conversar muito, fazendo iniciar a acção. com base em muito carinho. Não prosseguir caso o sujeito passivo não esteja mentalmente e/ou fisicamente a aceitar, serão certamente o melhor lenitivo para o acto ter sucesso.
Haverá sempre uma outra oportunidade, caso que não acontecerá, se o sujeito passivo for sujeito à dor que lhe cause mau estar e, inclusive, desprazer pela acção que está a praticar.

Os parceiros devem promover com meiguice que o ânus se relaxe a nível da musculatura, podendo ser utilizado um ou mais dedos, bem oleados com um creme relaxante. Esses cuidados devem existir pois são os mais adequados a que a relação aconteça, de forma a que o prazer do praticante passivo possa acontecer em igualdade de circunstâncias com a praticante activo.

O praticante activo, (ou passivo), quando este é mulher, pode ( e deve) envolver a estimulação do clitóris, massajando-o suavemente ( ou mais energicamente caso a mulher o deseje ). 
Sendo o passivo um homem, deve-se suavemente masturbar-se o seu pénis a fim de que possa acontecer também o seu orgasmo, e assim, facilitar e fomentar o seu prazer

Existe quem tema que a relação anal possa causar doença(s) ao sujeito passivo ( mulher/homem) nomeadamente ao nível dos músculos do ânus. Não está, a nível da medicina, comprovado que seja verdade. 
Entende-se que, tal pode acontecer, caso seja forçada a entrada, ou seja, sem ser por vontade própria do sujeito passivo, ou não ser utilizado qualquer creme ou liquido relaxante. Nesse caso sim. Pode causar fortes dores, bem como, certos problemas a nível muscular do ânus.

O sexo anal deve ser SEMPRE praticado usando o parceiro activo preservativo. Pormenor importante que NUNCA pode ser esquecido e/ou descurado. 
Esse (preservativo) depois de usado numa parceira/parceiro, NUNCA deve ser usado noutra parceira/parceiro.


Numa relação anal, não podemos esquecer, ou ignorar, que podem surgir infecções, devido ao elevado número de microorganismos infecciosos, que existem no reto, caso por exemplo da SIDA/AIDS/HIV, entre outros problemas, casos de fissuras, e outras.

Sendo feito a desejo, com vontade e gosto, é certamente, um dos maiores prazeres a nível sexual para ambos os parceiros.
...............................
Gostava de poder ler a vossa opinião sobre este assunto.
...........................:::


11 comentários:

  1. Tema muito bom!

    Já se sabe que a primeira vez custa sempre um bocadinho por muito lubrificado que esteja...talvez seja o medo que não deixe que as pessoa se sinta descontraída.

    Eu lembro-me que dizia NUNCA....Mas hoje, sei que essa palavra não se deve dizer perante estas delicias sexuais. Quando comecei e sentir prazer, não queria mais nada. kkkkk.

    Hoje, com o meu companheiro de longos anos, praticamos tudo. ((Digo tudo, eu! Ele não faz tudo.))....faço o oral e praticamos o anal... sempre com um preservativo, para não haver riscos. O sexo anal pode mesmo proporcionar-me uma tesão incontrolável. Costumo começar de lado, tipo cadeirinha, e depois faço-o de 4 para sentir o prazer bem lá no fundo. Não é treta, é mesmo verdade. Deve usar-se sempre bastante creme, que seja bem gorduroso. Por vezes chega a ser melhor o anal que o vaginal...
    Mas digo de verdade, para mim fazer amor, passa pelos passos todos.

    Uma pergunta; Nos dias de hoje, alguém usará o mesmo preservativo noutra ocasião??

    Para quem pensa que sexo anal ou oral é coisa dos mais novos, desenganem-se....A Idade é não é só um posto...É sabedoria e muita experiência.

    PARABÉNS PELO POST

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anginha Sexy

      Não é noutra ocasião que se usa o mesmo preservativo. É tirar de um ânus e meter noutro e uma outra pessoa que esteja ao lado na mesma acção. Não é lavar e guardar, loool
      Gostei muito do teu comentário onde mostras ser uma mulher desinibida, prática, cheia de luxuria, em arte sexual.
      Muito bem.

      Eliminar
    2. Nuno, já nem sei nada...Desde que sei que nasci de um preservativo roto, e que era lavado... kkkkkkkkkk

      Mas eu entendi, não é de todo higiénico... para além das contaminações. Não acredito que o façam.. mas ....

      Obrigada

      Eliminar
  2. No sexo tudo é preciso quando feito com muito carinho e respeito, e compreensão.
    Tem de haver vontade de o fazer, pela parte da mulher, e não ser à força como muitos o fazem, falo do que sei.

    Como pessoa e amante do sexo, aprecio bastante o anal...Chego mesmo a ser eu a pedir ao meu namorado.

    (( As mocinhas novas actualmente preferem sexo anal, antes de perder a virgindade)) lool

    Um bom creme gorduroso...bem massajado... bem relaxado... muita #esão ... e está feito,...para o fundo se não causar dor, é ORGASMO total.

    Adorei a postagem que acredito que muita gente diga que o faz, e é mentira!

    ResponderEliminar
  3. Mas qual tortura? Muito carinho, devagarinho, com uns beijinhos nos mamilos e dois dedinhos a acariciar o clitóris é de fazer e pedir mais e mais.
    Adoro as delicias do sexo anal e não dispenso numa relação.

    ResponderEliminar
  4. Quando o gosto é dos dois, nunca é tortura...Tortura é querer... e não ter.. kkkkkk
    Se o faço? Faço pois!

    Gostei muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo perfeitamente, quando queremos e não temos porque a outra parte não quer, é mesmo tortura.

      Eliminar
  5. Quando se gosta de fazer amor ou (sexo) faz-se de tudo...com tempo e muita meiguice.

    Preservativo; SEMPRE principalmente no anal.
    Gostei de ler.

    ResponderEliminar
  6. Para mim é sempre um prazer e nunca uma tortura pois o meu namorado adora e é muito meiguinho e só faz quando sou eu que lhe peço mas sempre muito devagarinho no começo mas para o fim, nem digo nada. Subimos à lua. Sempre com preservativo.

    ResponderEliminar
  7. Sempre um tema que gera muita discussão mas a verdade é que é um acto sexual muito ao gosto de muitos homens e muitas mulheres
    Quem o faz deve sem qualquer hesitação ou dúvida usar preservativo a fim de evitar doenças que podem ser muito complicadas.
    Tema muito bom

    ResponderEliminar
  8. O sexo anal era um tabu...hoje em dia é praticado com quase tanta assiduidade como os outros. Digo quase porque há quem não goste..há quem não sinta prazer assim. Com um bom lubrificante, muito carinho e tesão conseguem-se milagres...muito bom post...

    ResponderEliminar