domingo, 24 de maio de 2015

Molhadinha até ao Infinito dos labirintos

.......................
Desejo o teu toque de língua
teus lábios carentes
Deixando faíscas em meu sexo quente
Por ti desejoso, ardente
Que tu embriagas de prazer
Me fazendo gemer
No arfar da tua respiração
No teu hálito em cio
Cheio de tesão
Me tiras o frio
quando me arrancas a calcinha
com teus dentes famintos
Deixando-me molhadinha
Até aos infinitos
Dos labirintos.
...................

8 comentários:

  1. Silvia.... obrigado pela visita!!
    Volte sempre.... será um prazer.
    Estou sempre por aqui.
    Quanto a teu poema..... muito lindo. Muito terno e forte.

    ResponderEliminar
  2. Ui... imagem e poema com uma sedução que até faz tesão, kkkk

    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Hummmm que poema com grande carga sensual...arrebita todos os sentidos...um toque da língua nos lábios duma mulher deixa-a completamente fora de si...a humidade naturla é divina...adoro..parabéns pelo poema...fantástico!

    ResponderEliminar
  4. Quanto anseio por um momento destes, quanto!
    Um post que é um verdadeiro delírio...parabéns

    ResponderEliminar
  5. A imagem é de uma sedução arrepiante. Super excitante.

    ResponderEliminar
  6. Isto não é possível,hoje só leio postes que são uma autêntica maldade,pois deixa uma vontade enorme de partir para a pratica,hehehehe

    Beijos e obrigado pela visita :)

    ResponderEliminar
  7. Uma fotografia altamente encantadora!! Gostei do pequeno poema,muito belo!!

    ResponderEliminar