quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Mulheres quando grávidas, podem ou não, fazer sexo - Dicas e conselhos..

Muitos casais evitam ter sexo durante a gravidez - partir do 7/8º mês -, pois por algum desconhecimento, pois imaginam que podem magoar o bebé. Total tabu. É um facto que a mulher se sente desconfortável por ter a barriga mais saliente, mas também é verdade que, ambos os parceiros têm de conseguir arranjar posições, apelando à imaginação, que lhes permitam fazer sexo sem quaisquer problemas ou entraves.
A partir do 3/4º mês de gestação, por norma, a mulher deixa de sentir enjoos e por isso a pré-disposição a nível de sentir desejo sexual é maior. Acontece, que muitas vezes a mulher se acaricia e acaricia a sua xaninha pois o desejo começa a fluir aos sentidos. Estas situações acontecem mais vezes que aquelas que se julga e/ou comenta. Mormente se ambos os parceiros pensarem que é prejudicial para o bebé, a introdução do pénis na vagina, o que não é verdade.
Segundo os sexólogos não existe qualquer problema para a mulher. e/ou para o feto, ter sexo durante a gravidez. Existe sim, a chamada posição de quatro (4) que pode, para a grávida, causar algum sangramento, sendo por isso de evitar durante a dita gravidez. Existe muitos sexólogos que dizem que esta posição é apenas tabu e que se pode e deve fazer quando da gravidez da mulher. Outros como já disse defendem o contrário. Penso ser uma opção e escolha dos parceiros. Se se sentirem bem, não existe qualquer problema.
Em função da barriga saliente deve-se procurar posições que facilitem que a introdução se torne prazerosa para o homem e para a mulher. Uma delas é a mulher ficar por cima
Nesta posição ou na que lhe mostro a seguir, a mulher controla a situação a seu belo prazer e por isso são posições a praticar quando a mulher está grávida
Outra boa posição é a chamada de ladinho em que o homem fica por trás da mulher, acariciando-a nos peitos, no pescoço, no clitóris, ou noutro local qualquer do corpo, desde que tal lhes dê conforto e prazer, enquanto acontece a introdução.
Todas estas considerações são para quando não existe gravidez de risco. Se existir chance de poder acontecer aborto ou parto prematuro, deve consultar  ( deve fazê-lo sempre em qualquer situação ) um/a ginecologista e seguir sempre as indicações desse.
Outra das boas posições é o homem de pé, segurando a perna da parceira, estando essa de ladinho. É uma posição deliciosa e de muito agrado de quem a pratica.
Embora se possa sempre fazer e se deliciar com a prática do sexo oral, o certo é que esse, é mais vezes praticado quando se está no finalzinho ( perto dos 9 meses) da gravidez. E porque não fazê-lo se a ambos satisfaz?
Evidentemente que existem muitas e variadas posições. O que interessa é ambos conseguirem ter sexo/amor em escolha e sintonia de vontades e desejos. 

Se estiver grávida não se iniba de gozar , e fazer gozar, o seu parceiro com as delicias do sexo.
...

20 comentários:

  1. Sem dúvida que existem muitos tabus sobre a prática sexual e a gravidez! Sem dúvida que foi um post esclarecedor, para quem tem muita crença nesses mitos!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Teresa Silva

      É um facto. Penso mesmo ser um mito. Embora deriva de mulher para mulher a verdade é que se pode e deve fazer amor até bem perto do momento de parir.
      Bjo

      Eliminar
  2. Raquel Pinto, Parabéns pelo excelente tema que nos trazes.

    Para além de haver ainda tabus, se calhar muitas mulheres até terão vergonha, porque ficam diferentes. Mas outras têm tão pouca informação que pensam que não poder fazer amor durante os meses mais para o final.

    Penso e quase tenho a certeza que, varia muito de mulher para mulher, existem muitas que enjoam até o cheiro da pele do marido, para além de outras coisas, logo, fazer amor fica fora de questão, ou seja, para essa é uma tortura... se é que em faço entender. Muitos homens não entendem isto. Deveriam ser mais compreensivos com o estado da Mulher, muitos pensam que são tudo motivos para não ter sexo, ou fazer amor.

    Tenho conhecimento de algumas mulheres que durante a gravidez foi quando tiveram mais apetite sexual, independente se a gravidez é de risco, claro que neste caso, é preciso ter muito cuidado...Tive uma colega que só se sentia bem a fazer amor, isto é verdade.
    Se a mulher se sentir confortável, e com vontade, existem as várias maneiras é só escolher a melhor. Não faz mal, mas, nada melhor que o aconselhamento do obstetra para os últimos meses, se pode ou não perigoso

    Antigamente se calhar, gravidavam e pronto, não havia mais nada para ninguém. Tenho um caso na família que, quando a namorada engravidou, metesse-lhe em cabeça que não podia ter mais relações sexuais até ai final, não fosse fazer outro por cima, isto é realidade.

    Antigamente também não havia o à vontade e a abertura que hoje felizmente há...Ainda bem que as coisas mudaram e as mentes também.

    Raquel, desculpa o extenso texto, e se calhar pouco elucidativo, este meu.
    Mas ainda digo outra coisa: A mulher fica muito sexy, grávida.

    PARABÉNS PELO TEXTO TÃO ELUCIDATIVO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá querida amiga Anginha Sexy

      Faço minhas todas as tuas palavras no que concerne ao poder-se fazer sexo até quase ao momento de parir. Também concordo que muitas mulheres e até homens possam ter alguns preconceitos por pensarem que pode fazer mal ao bebé o que não é verdade.
      Bjo

      Eliminar
  3. Belo texto!
    Nunca passei por este assunto, mas fiquei elucidada. Mas como diz a D Anjinha Sexy, deve depender de cada mulher.

    Gostei muito. Parabéns

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Juliana Marques

      Sim, concordo que de facto depende da pré-disposição de cada mulher.
      Bjo

      Eliminar
  4. Texto muito interessante para todas as as mulheres, tanto que já tiveram filhos ou não...

    Este blogue sempre com textos didácticos e muito elucidativos.

    Jinhus doces
    http://anseiosedevaneiossexuais.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Alexandra Souza pela presença e comentário, bem como, os elogios que caem sempre bem
      Bjo

      Eliminar
  5. Dei até um dia antes, pro médico não me rasgar! Não teve jeito porque a criança pesava 4 quilos e o rasgão foi de fora a fora! Ai de mim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai ai ai amiguinha chocolícia

      Mas que grande matulão. Isso de rasgar/cortar hoje em dia é uma prática corrente da medicina numa questão de facilitar o nascimento dos bebés. Mas que é uma situação delicada para nós penso ser um facto real.
      Bjo

      Eliminar
  6. Uma aprendizagem de vida, para todas as mulheres que se sentem menos confortáveis quando engravida e não procuram informação sobre tal. Gostei muito

    Beijo
    Estou aqui:-http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata Maria dos Anjos pela presença e comentário.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Bom texto. Mas varia da disposição emocional de cada mulher, e cabe ao Homem também ser meigo e compreensível, coisa que muitos não são, querem é o seu bem estar...Se muito soubessem os que as mulheres sofrem com as náuseas?!
    Pode a mulher estar com mais apetite para o acto ou não!

    Fazer mal, jugo que não. Salvo as excepções, tal como as gravidezes de alto risco.

    Bjos- parabéns pelo fabuloso tema!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata Larissa Santos, pelo carinho e comentário. Concordo na essência com o descrito
      Bjo

      Eliminar
  8. Existem algumas mulheres que depois de engravidar até parece que odeiam os maridos. Sexo não é com elas. Inclusive algumas até depois do parto continuam a não querer fazer sexo. Outras andam com enjoos do principio ao fim da gravidez e nem lhes falem em ter sexo. Outras então ficam ainda mais quentes e poderosas depois de engravidar.
    Ou seja: Penso que não existe mal nenhum mas depende da vontade e disposição de cada mulher. Existem homens que também não querem ter sexo quando a mulher, namorada, companheira, está gr
    avida. Tudo tem uma norma, sem dúvida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fábio Luz

      São verdades indesmentíveis aquelas que escreve. Concordo sem regatear
      Bjo

      Eliminar
  9. É errado dizer-se que uma mulher grávida não deve ter sexo até perto de ter o bebé. Claro que pode e até deve para sua estabilidade emocional e estabilidade do pai desse caso estejam juntos
    Bom tema que requer atenção e uma discussão cuidada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mariete Salema

      Sem dúvida. É errado. Nada impede que exista sexo até que ambos os parceiros o queiram
      Bjo

      Eliminar
  10. Gostei do texto e das imagens.
    Mas só uma coisa; Se a mulher por norma anda quase sempre enjoada, como vai ela fazer o oral ao seu marido ou parceiro? A Não ser que se deseje fazer oral, tal como desejam outras coisas que às vezes são quase impossíveis. Como ir às amoras à hora da noite que lhe apetece. eheh... Não sei, às vezes o impossível é o mais provável ...

    No entanto acho que o texto será melhor "explorado" entre mulheres!!

    Beijo, Raquel Pinto, e obrigado por me permitires informações que por vezes ma sinto a leste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva caro Bernardo Sedutor

      Se a mulher andar a sofrer de enjoos existem medicamente em pó doce e/ou em líquido também doce que podem ser tomados, oleando o pénis, e daí ajuda a mulher na feitura do sexo oral e até os enjoos lhe passam de imediato, ihhihihihhihihihihihih
      Bjo

      Eliminar