segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

No Sexo não acontece só procriar e/ou Prazer Sexual ... Sabe no que consiste a ... GONORREIA?

O sexo é bom. Saudável e necessário para o equilíbrio do ego e do estado emocional do adulto activo. Não existem quaisquer dúvidas sobre esse facto. Infelizmente a sexualidade não é só procriar e/ou ter prazer dentro da acção propriamente dita.

Existem algumas doenças relacionadas com o sexo sendo que a mais conhecida e, talvez, a mais grave, é a SIDA (Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH)).

Hoje vou falar-vos um pouco de uma outra doença que está ligada ao sexo. Chama-se … GONORREIA. ( DST (Doença Sexualmente Transmissível)

A gonorreia é uma doença grave, se não tratada convenientemente e em tempo útil, sexualmente transmissível, que pode afectar tanto o homem como a mulher. Na gíria popular dá-se a essa doença o nome de: » »» ESQUENTAMENTO. 
( Em certas zonas mais humildes de Portugal, também se usa o nome de ...Galiqueira )

Esta doença, não é assim tão rara como se possa pensar, sendo causada pela bactéria neisseria gonorrhoeae.  Esta doença afecta principalmente a Uretra.

A Gonorreia/esquentamento é, regra geral, transmitida através de contacto sexual, quer seja vaginal, oral ou anal. Pode acontecer quando se praticam esses actos sem protecção, ou seja, sem uso do preservativo, na gíria também conhecido por … camisinha de vénus. 

Essas doenças podem ser adquiridas em qualquer idade, embora estudos realizados indiquem que nos homens é mais usual acontecer entre a idade de 20/30 anos e na mulher entre os 16//25 anos.

O uso de brinquedos sexuais, na gíria vibradores, quando usado por alguém infectado e partilhado com outro alguém pode também ser um meio de transmissão da doença em referência.

SINTOMAS:

Falando dos sintomas que a doença gera no homem e na mulher, podemos dizer que derivam muito de pessoa para pessoa.

Regra geral, não taxativa, a pessoa começa a notar no seu sexo que algo não está bem, passados cerca de 30 dias após a relação sexual.

Dizem os estudos que é mais fácil para o homem verificar que está infectado pois a infecção é muito mais aparente e visível. Inclusive através da Uretra, começam a sair um líquido viscoso, de mau cheiro, purulento, ao mesmo tempo, sentindo o homem dor no pénis, dificuldade em urinar, bem como, uma comichão dolorosa e frequente.

Nas mulheres, na sua grande maioria não existem sintomas visíveis a olho nu, ou estes são muito brandos, e não chegam a ser percebidos, numa fase inicial da doença, a não ser quando essa já  se encontra num estado bastante adiantado.

 SINTOMAS  mais comuns na mulher são:

 - corrimento vaginal,
 - irritação da vulva e vagina,
 - dor e/ou ardência ao urinar.

A gonorreia é facilmente tratável. Queixas do/a infectado/a perante o médico/a, um atento diagnóstico, e sem grandes alaridos, a doença é tratada com inteiro e rápido sucesso. Uma pessoa que sinta algo que o leve a pensar que pode estar infectado, não deve ter vergonha – acreditem que ainda existe muito homem/mulher que tem vergonha de se queixar ao médico/a –.
Assim sendo poder-se-a dizer que, um tratamento através de antibiótico ( não digo o nome por razões óbvias), geralmente duas marcas, ministradas em simultâneo, irá erradicar por completo, sem deixar mazelas, a infecção.

Os problemas de um não tratamento adequado diferem do homem e da mulher.

No homem, pode alastrar-se para a próstata, vesículas seminais e epidídimos, e desenvolver complicações como estreitamento da uretra e esterilidade, entre outros de análoga gravidade para a saúde.

Na mulher pode trazer sérias complicações, como disseminação da infecção para o útero, trompas e ovários, causando doença inflamatória pélvica que pode determinar infertilidade. Todo o cuidado é pouco, e com a saúde não se brinca.

Esta doença, dizem os estudiosos que está ligada - entre outros factores de nível sexual - a uma determinada promiscuidade sexual, onde a falta de prevenção, bem como falta de higiene, após o acto sexual, pode ser um dos mais graves veios de transmissão e, por consequência, o adquirir e incorporar em si. Por isso, após o acto, qualquer dos intervenientes deve lavar-se cuidadosamente, principalmente se a relação foi livre, se possível com um bom sabão e/ou um bom creme.

Alerto ainda que a Gonorreia, como doença - não como esquentamento sexual - não é apenas venérea, mas sim, uma doença que pode afectar outras e quaisquer partes do corpo, sem ser as partes genitais/intimas. 

Escrevi para vós. Gostava de saber a vossa opinião sobre a matéria de facto.
.

8 comentários:

  1. Minha opinião é que informação é sempre muito bom.
    Eu já acho que devemos cuidar muito bem daquilo que nos faz felizes e, se cuidamos, não teremos riscos de doenças desse tipo :)
    Beijos, Vanessa

    ResponderEliminar
  2. Brincar sim mas sempre com os cuidados devidos a fim de não nos acontecer aquilo que pensamos que só acontece aos outros.
    Tema muito bom.
    Bjo

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso post
    Sempre bom ler textos que nos enriquecem. Cuidados a ter, nunca são de mais! Muito bom.

    Parabéns Vanessa Flor.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Uma abordagem que merece uma leitura atenta.
    No entanto, penso que, estas doenças aconteciam mais antigamente. Havia muita falta de higiene e falta de cuidados. Ainda acontece, mas penso que com a informação que há, é muito menos

    Parabéns Vanessa Flor, sempre com temas super valiosos, nunca é demais saber. Obrigada

    Bjos

    ResponderEliminar
  5. Vanessa Flor
    Este blogue é um prestigio!
    Todos os temas que nos têm oferecido são merecedores de boa leitura. Ainda bem que, cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém... E como com a saúde não se brinca, o melhor é prevenir.

    Muito boa a forma desta abordagem e bem clara.

    Beijoos Vanessinha.

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde, perfeita e útil publicação informativa, na verdade a doença acontece e é transmissível a quem está mal informado ou gosta de correr riscos desnecessários, obrigado pela bela partilha.
    AG

    ResponderEliminar
  7. Apesar de saber o significado, a forma como explicas aqui no blog, fica mt melhor para quem não esteja a par :) Bom trabalho

    ResponderEliminar
  8. Um tema muito bem explorado, que todos deviam ler e estar bem atentos. Sabemos da existencia de doenças sexualmente transmissíveis e nunca é demais debater esse assunto

    ResponderEliminar