sexta-feira, 4 de março de 2016

Ejaculação Feminina: - Do que se trata? Existe ou não Existe?

Se recuarmos no tempo e se falarmos com alguém mais idoso de uma forma séria, aberta e frontal, facilmente se chega à conclusão que a ejaculação feminina era tabu.

A grande maioria das mulheres “serviam” os maridos, engravidava, pariam, e ter um orgasmo nem pensar. Penso que se tal acontecesse até sentiam vergonha do marido e daí fingiam que nada havia acontecido, até porque, se calhar nem sabiam a razão das “convulsões do seu sentir"

Ainda hoje que os estudos sexológicos estão muito mais avançados, a ejaculação feminina, é um tema controverso dentro da área da sexualidade.

Muitas mulheres atingem mais facilmente o ponto mais elevado da excitação, enquanto que outras demoram mais tempo a atingir o clímax, e ainda outras, muito raramente o atingem.

Existe inclusive quem defenda que a ejaculação feminina não existepenso o contrário, como mais abaixo explicarei -. Dizem esses “entendidos” que a ejaculação feminina não é mais que gotas de urina que são expelidas, por força da excitação da mulher, ou até, uma dose maior e mais intensa de lubrificação vaginal.

Na minha modesta opinião, não concentrada em estudo específico, mas sim por experiência de leitura, direi que a ejaculação feminina existe.

A verdade é que o assunto gera controvérsia, diferenciação de opinião. Médicos, sexólogos, ainda hoje não entendem de onde vem o fluido a que se dá o nome de ejaculação. Outros defendem que a ejaculação feminina, a existir, deriva das glândula de Skene - no final deste texto, deixo a definição de glândulas de Skene – as quais, se encontram próximas do clitóris e da abertura da Uretra. ( Clique na imagem acima para essa ficar maior e poder ler )

Existe também quem defenda que na ejaculação feminina, acontece a saída de um jacto cremoso muito equiparado à ejaculação masculina. É um assunto discutível e ainda não totalmente certificado - dizem alguns sexólogos -  como sendo verdadeiro. Existem mulheres que dizem já lhes ter acontecido que, quando no auge da excitação, terem sentido a saída desse jacto, enquanto que outras, são de opinião que, tal não é possível.

Na minha modesta opinião, a ejaculação feminina, e a lubrificação vaginal, são factores diferentes.

Cada uma das situações é independente, embora interligados na componente causa/efeito, pela excitação da mulher. Muitas dessas, produzem lubrificação vaginal, em elevada quantidade, o que facilita a introdução do pénis, brinquedo, ou outro. Tal facto, pode causar uma certa confusão para quem não entende do que se trata a ejaculação feminina. 

Acontece que a ejaculação, tem uma “imagem” diferente, sendo formada por um líquido mais transparente, contendo um cheiro diferente, da referenciada lubrificação vaginal.

Dizer-se que a ejaculação feminina, são pequenas gotículas de urina que saem do corpo da mulher é na minha opinião, para não dizer ridículo – não estou abalizado para isso – pelo menos discutível.

Raros, mas mesmo muito raros, são os homens e mulheres que conseguem urinar no auge da excitação. Porventura mais os homens que as mulheres, mas estão nesse capítulo muito equiparados.

Sem dúvida que quando a mulher tem um orgasmo, os músculos vaginais contraem-se/fecham-se, os mamilos endurecem, ficando mais salientes, o que causa no homem ( e na mulher) um prazer intenso. Fica também mais molhada/lubrificada, e muito mais descontraída/flácida após esses momentos de ejaculação.

Durante a ejaculação a mulher sente um prazer físico, e se estiver com uma parceiro/a, tem tendência a que as suas pernas e braços se envolvam em redor do corpo desse(s).

Estando numa posição em que tal não seja possível, encontrando-se por cima do parceiro/a, por exemplo, tem a tendência de esticar os músculos das pernas a fim de que o prazer sentido a envolva por completo. Após a ejaculação os músculos descontraem ficando em estado de descanso.

É uma reacção normal que o próprio corpo exige em favor da enorme estimulação erótica e força das sensações luxuriantes, sensuais e sexuais.

Existe quem defenda que a mulher atinge mais facilmente, e/ou até só e inclusive, a ejaculação, se o Ponto G for estimulado. Não é assim tão verdade. Está cientificamente comprovado que a ejaculação feminina, também acontece, com relativa facilidade, através da estimulação do clitóris e da Uretra. ( clike na imagem)
........................................................... 
Definição de  glândula de Skene ( Wikipédia, a enciclopédia livre )

Próstata feminina ou as glândulas de Skene ou glândulas parauretrais são as glândulas mucosas cujo nome vem do médico estadunidense Alexander Skene (1838 - 1900).
É no vestíbulo da vulva, espaço em forma de triângulo com vértice voltado para cima delimitado pelas ninfas, que fica mais perto da vagina do que do clitóris, que nas margens laterais desembocam os ductos das glândulas de Skene, que segregam uma enzima chamada PDE5, que intervém na excitação feminina, na ejaculação feminina.

...................................................................
Espero ler aqui a vossa opinião sobre o texto e o que entendem por ejaculação feminina.
.

21 comentários:

  1. Bom dia, Nuno.
    Vc traz sempre ótimos assuntos, geralmente polêmicos.
    A ejaculação feminina existe sim, posso te afirmar isso enquanto mulher, mas o pior são os mitos que inventam em torno dela.
    Existe mas não é tão frequente quanto fazem parecer (a não ser em certas pessoas mais afortunadas e com a glândula mais facilmente acessível), não sai em jatos tão volumosos como nos filmes pornô mas, quando acontece, é porque o prazer foi intenso e provoca tb uma grande satisfação no parceiro.
    Ou seja, a ejaculação feminina existe sim mas é bem mais discreta que os filmes mostram e do que a imaginação faz parecer.
    Beijos e parabéns pelo tema

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga {Vita_ST )

      Concordo contigo na íntegra. Na verdade existe muita de opinião sobre tão delicado tema. Uns que existe e saem esses jactos de líquido com facilidade, outros que discordam e dizem não ser bem assim. Sou mais coerente com a tua opinião sobre o assunto.

      Fica feliz
      Beijo carinhoso

      Eliminar
  2. Um artigo bastante importante para todos os leitores.
    Parabéns Nuno, por nos abordares este, e outros temas tão importantes.

    Bjos boa sexta feira

    Como diz a VITA, nos filmes exageram nas coisas. Embota aconteça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Larissa Santos

      Escrevo com o intuito de que quem nos visita saia satisfeito com os temas que encontra. Obrigado pelos elogios
      Bjuuuuuuuuuuuuuuu

      Eliminar
  3. Muito bom!
    Artigo no qual deve ser lido com muita atenção. Fiquei esclarecida. Bem sabemos que muitas mulheres não sabem, ou não têm, não serão estimuladas para tal.

    Adorei
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipa Silva

      Pois se calhar não são estimuladas no ponto certo
      Bjuuuuuuu

      Eliminar
  4. Quando estávamos de pé no esfrega-esfrega ele me masturbou tão bem que sentti um líquido denso escorrendo pelas minhas pernas! Se ele não me segurasse eu teria caído! Como eu era muy jovem, nem sabia do que se tratava; eu achava que tinha sido ele, pero era eu mesma! Décadas se passaram e nunca mais tive aquela sensação intensa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Chocolícia

      Se calhar nunca mais ninguém esteve contigo no esfrega-esfrega... de pé, lool

      Ou então nunca mais te apareceu ninguém com tanta competência masturbatória ...

      É que se calhar não quiseste correr o risco de cair... de êxtase sensual ( brincando contigo)

      Fica feliz

      Eliminar
  5. Sinto-me agradecida por me dares a oportunidade de ler bons artigos.
    Sois uma equipa que muito nos têm dado a nível de conhecimentos sensuais e sexuais.

    Se eu já ejaculei? sim, já. E mais não digo.
    Beijinhos

    http://prazeresecarinhossexuais.blogspot.pt/?zx=e7c3217bdcc84085

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Alexandra Souza

      Quem agradece tão simpática presença e comentário, sou eu Felicidades para ti

      Bjuuuuuuuuuuu

      Eliminar
  6. Maravilhoso tema! PARABÉNS

    Toda a mulher que goste de sexo, tem ejaculação, penso eu. A estimulação é um factor fundamental, sendo o homem à mulher, ou a mulher a si própria..
    Falo por mim; consigo ejacular sozinha, mas tem de ser trabalhado, claro. Por vezes melhor que com o companheiro.

    Nos filmes eróticos bem sabemos que tudo é, exagerado e bem!

    Beijoos e obrigada pelo texto.

    (Anjinha Sexy)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Maria dos Anjos O tema pretende separar o que é ejaculação e excitação sexual ao nível de lubrificação vaginal. É que nada têm a ver um com outro, mas interligam-se numa questão de erotismo e prazer. Espero que me tivesse feito entender

      Bjuuuuuuuuuuuuu

      Eliminar
  7. Um tema muito bem relatado que suscitou vários pontos de vista. A grande capacidade do Nuno Filipe para desvendar algo relacionado com o sexo está cada vez mais evidente e nos deixa mais elucidados sobre temas pouco explorados.
    Já ouvi homens relatar a sua experiencia de que há mulheres que ao atingir o orgasmo, a vagina expele um líquido em repuxo. Não é muito comum mas acontece para delírio do homem.
    Não contesto, embora a hipótese falada pelo Nuno Filipe seja aceitável e lógica.
    A minha opinião é simples, a mulher ao sentir tesão fica com vagina húmida e quando atinge o orgasmo esta humidade intensifica-se e ficará bem mais molhada mas não chega sequer a sair em repuxo ou "cascata" lol.
    Quanto à tese que a mulher so atinge o orgasmo ao atingir o ponto G não é verdadeira. O orgasmo por estimulação clitoriana é altamente vulcânico.
    Mas claro cada caso é um caso e cada mulher uma mulher. Há as que só atingem orgasmos vaginais estimulando o clitóris e há as que sentem ao excitação dos mamilos por exemplo.
    Falando dos filmes porno, há muita montagem e muito exagero até no tamanho dos "mastros", clitóris etc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga mata hari

      Sempre atenta e com comentários assertivos, ponderados, e muito bem elaborados na questão de entendimento e exploração do tema.
      Mostras uma capacidade quase ímpar de análise sobre qualquer tema, não te inibindo de deixares bem expressa a tua opinião sempre bem abalizadas.

      Beijo em TUUUUUU

      Eliminar
  8. Essa do repuxo deixa-me ainda um pouco confusa, tenho lido alguns estudos que apontam para a teoria de que é apenas urina mas a teoria aqui apresentada obriga-me a pesquisar mais. Obrigada e bom post!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pink Poison

      Pois de facto muitos estudiosos ao nível de sexologia dizem que esse repuxo pode ser urina. Não creio que tal seja verdade.
      No entanto reservo o direito de estar errado na análise que - sem conhecimentos profundos a nível de estudos mais avançados - na questão da ejaculação feminina.
      Sinceramente que não acredito na tese de quem diz poder ser urina. Definitivamente... não

      Volta sempre

      Fica feliz.

      Eliminar
  9. Na minha opinião existe sim... e não só derivado a "pontaria" no Ponto G, mas tb na estimulaçao do clitóris :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Miúda

      Falaste está falado. Acredito em ti

      Fica feliz

      Eliminar
  10. Olá, cheguei aqui por portas e travessas e senti necessidade de comentar o assunto.
    Ele existe, esse jacto, completamente diferente da lubrificação, no entanto, nem todos os parceiros sexuais me conseguiram provocar a dita ejaculação, aliás, propositadamente, nem eu voltei a conseguir isso.
    A primeira vez, só estranhei o lençol molhado, a segunda foi nitidamente pela estimulação do ponto G.
    Permanece em mistério a técnica utilizada pelo parceiro, mas o prazer é indescritível, pela positiva. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chegaste, sê bem vinda, obrigado pelo comentário

      Amei a tua presença- Volta sempre

      Talvez não seja fácil conseguir atingir um grau de excitação que dê para acontecer tal desiderato...

      Eliminar