sábado, 5 de março de 2016

Numa pensão, onde os delírios sensuais provocaram o orgasmo.

Amélia, uma jovem de 19 anos, humilde, arranjou o seu primeiro trabalho numa pensão, num meio pequeno em Trás-os-Montes...
É educada e competente no seu trabalho. Todos os dias recebia um cliente, de seu nome Manuel, que lhe mandava piropos, uns engraçados e outros que a deixavam a pensar...Amélia, tentava não ligar muito, mas o cliente ia insistindo
Certo dia e depois te tanta insistência, e algumas conversas mais animadas, o cliente Manuel, puxa para si, a empregada da pensão, da maneira menos meiga e, apalpou-lhe as pernas, sussurrando-lhe que gostava de si. Amélia, como até simpatizava com o Manuel, deixou-se levar, embora o jovem pudesse ter sido mais meigo, mas por jeito já fazia parte de si, ser repentino, brusco. O dia passou. Manuel, voltou à noite, já de matreiro...

Nesse dia Manuel voltou à pensão pela noite, pois sabia que a jovem estaria no fecho, Amélia estranhou mas continuou o seu trabalho... Como já não haviam clientes, decidiu fechar as portas, dizendo ao cliente que estava na hora, mas este, diz-lhe que queria conversar com ela...Ficaram então os dois, sozinhos. Qual seu espanto, quando Manuel, de uma maneira já mais meiga, puxou para si a jovem empregada e, pelo canto da cueca lhe acaricia o clitóris, deixando-a completamente fora de si.., Manuel tanto insistiu que a fez soltar assim mesmo, o orgasmo. Amélia confessou ter ficado envergonhada, com medo do que o rapaz ficaria a pensar da sua pessoa. Mas, confessou-lhe também que se tinha apaixonado por si, sem saber a sua situação civil...

12 comentários:

  1. Mary Angel... na verdade, uma triste história....
    Uma simples trabalhadora... que se apaixona pelo cliente de melhor situação econômica....
    Essa é uma crônica social muito bem escrita... que nos faz refletir!!!
    Um abraço e ótimo fim de semana para ti e para os colegas administradores do blog...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amigo PDR
      Sim uma actualidade de outros tempos, e de agora também. mas agora não existe tanta ingenuidade. Elas é que os puxam, kkkkkk

      Obrigada, um Beijinhos

      Eliminar
    2. Pensando bem... de inocente não tem nada...
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Obrigada Max Men, meu grande amigo.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Histórias com empregadas, seja de que tipo for, domésticas ou secretárias, são sempre excitantes. Tenho uma fantasia completa de empregadinha que visto para meu Dono às vezes e é sempre uma delícia ;)
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vita.
      Sempre uma simpatia no nosso blogue que muito se orgulha em recebe-la assim como, ler os seus belíssimos comentários. Tem toda a razão no que diz

      Muito obrigada, pelo carinho
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Onde se situa mesmo essa pensão?
    Gostei do tema. Bem escrito.Bem estruturado. A estória perfeita.
    .
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu Amigo: Esse elogio vindo de ti, tem um sabor especial. É como se respirasse um novo balsamo, para fazer melhor ainda. Bem sabes que te estou grata por me dares a oportunidade de escrever aqui, embora pouco.

      Obrigada
      Beijinhos para ti

      Eliminar
  5. Muito boa história, e GIFs erótica ...

    Paz e amor
    1ManView

    ResponderEliminar
  6. o poder imenso da sedução e o atrevimento da caricia...momentos inesquecíveis.
    Como ficarias de saiinha Angel :-)

    ResponderEliminar
  7. Muito bom conto e as empregadas quase sempre são uma tentação e para todo o serviço. Esta ficou louca de tesão com aquela massagem!

    ResponderEliminar