quinta-feira, 17 de março de 2016

Sexo na génese do BDSM. " Violação", "Tara", "Fetiche". Gosto e/ou Prazer?

Em sexo existe, entre outras, a vertente BDSM ( Bondage e Disciplina, Dominação e Submissão, Sadismo e Masoquismoonde por norma existe a submissão de um dos parceiros ao outro. Usam-se diversos artefactos, tais como "brinquedos", vibradores, máscaras, correntes, cordas, chicotes, etc etc. Diz quem pratica que gostam do que fazem. Vou deixar-vos alguns vídeos, sobre os quais, gostava de ler a vossa opinião:


1.º = Neste video o que estará a acontecer? Pura Violação; ou outra acção inserta na arte sexual do BDSM, tal comoSadismo, Masoquismo, Dominação? Dominação não será certamente, visto que a mulher parece não estar a aceitar o acto.

Dominação e Submissão
2.º = O que pensam deste video em que a submissão do homem à sua "dona" é total? Haverá aqui algum exagero ou é apenas o espelho do que acontece muitas vezes dentro da arte do BDSM?
0117_HUMW

3.º = Qual a vossa opinião desta sequência de imagens? Loucura dos intervenientes ou simplesmente uma forma diferente de viver e sentir o sexo dentro de um estilo BDSM?

Gifs de Dominação BDSM
4.º = Termino com uma acção mais calma, mas mesmo assim, notando-se que a mulher usa nos pulsos e no pescoço uma espécie de coleiras, também muito usadas no sexo afecto ao chamado BDSM. O que pensam sobre isso?

Quem de vós já praticou BDSM? Apreciam ou detestam? Qual a vossa inclinação no conceito de sexo calmo ou mais "forte", mais "violento", diferente, ao estilo BDSM?

Querendo respondam comentando número por número, afecto a cada vídeo.
.

35 comentários:

  1. ui Silvia...complicado, mesmo! Diria que gosto, por vezes, de ser "mais forte"...mas daí até ao bondage...falta!
    Beijo maroto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá madagascar2013

      Pois de facto nem sempre muito meiguinho nem sempre à "bruta". Se calhar um misto apropriado para cada momento, não será mau de todo, kkkk
      .
      Abraço amigo

      Eliminar
  2. 1 - nunca fiz, não tenho opinião formada
    2 - Conheço quem faça e vejo isso como algo natural, as pessoas gostam de dominar e encontram alguém que gosta de ser dominado
    3 - Em Londres há homens a passear mulheres pela trela, mais uma vez, se vai de encontro ao que cada um gosta, quer e consente...
    4 - O mais próximo que pratiquei foi obedecer a alguém para me bater com uma cana de bambú, e adorei a experiência, embora fosse apenas uma experiência gostei e gosto de alguma dor aliada ao prazer. Tudo depende dos nossos limites e da boa relação que temos com a pessoa com quem praticamos não só estes, mas qualquer acto íntimo. Beijos à administração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Pink Poison

      São sempre um encanto os teus comentários. Confesso que não gosto de "violência", submissão, sadomasoquismo, ou vertente análoga, no acto sexual. Mas claro umas palmadinhas na bunda, ou ser "mal tratada" com um "chicote de plumas" até me parece ter a sua graça e/ou o seu encanto sensual

      Não sabia que em Londres andam homens com mulheres pela trela. Mas na Rua? Mas isso olhando aos direitos humanos é permitido

      Beijinho poir mim e por toda a administração deste NOSSO cantinho

      Eliminar
    2. Queria dizer: Mas isso olhando aos direitos humanos é permitido?

      Eliminar
    3. Tenho curiosidade no BDSM já fiz brincadeiras em que era dominado gosto da dor aliada ao prazer mas nada de violento

      Eliminar
    4. Sílvia, sim, elas andam na vertical...

      Eliminar
  3. Respeito quem goste de sexo com violência e submissão do género que é escrito no tema. Mas jamais usaria com o meu marido, ou namorado.

    Gosto de meiguice, carinho, quanto baste. Durante o acto sexual claro que podem existir alguns movimentos mais fortes, mas nunca a roçar a violência física e muito menos moral

    Um bom tema para discussão de gostos a nível sexual

    É o que eu penso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria da Conceição

      Gostos não se discutem não é verdade querida amiga? Uns gostam, outros não, outros assim assim. Respeito os teus gostos como é evidente
      .
      Recebe uma caricia

      Eliminar
  4. De maneira geral até gosto de algumas brincadeiras sexuais desde que não entrem numa dimensão de humilhação ao ser humano, seja pela via da perversidade, seja pela ânsia em querer transferir o humano à condição de um animal irracional. Não me atrai agir assim e nem tão pouco me submeter a tal situação.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amigo Cadinho RoCo

      Respeito na íntegra a sua vontade e opinião. Não é fácil ser submisso/a à vontade ou até "maluquisse", tara, fetiche, de outro ser humano. Mas que a prática existe, sei e/ou sabemos ser um facto real

      Volte sempre ao nosso convívio

      Abraço

      Eliminar
  5. Em sexo gosto de harmonia e não de perversidade. Tudo o que for além do racional é Tara, Fetiche, maluqueira. É apenas a minha opinião
    Bom tema Silvia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiguinha Filipa Duarte

      Falaste está falado. Tens o meu respeito pela tua opinião e decisão
      .
      Beijo

      Eliminar
  6. Sinceramente "repugna-me"Qualquer tipo de violência no sexo. Não é estar a criticar o acto, que para mim é mais tara ou aberração, do que fetiche. Respeito, mas não gosto. nem conheço ninguém que pratique este acto.
    Para mim, sexo, representa amor, carinho e entrega... de uma forma mutua. Com respeito pelos dois.

    Não obstante de gostar do artigo!

    Bjos Silvia e Parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Larissa Santos

      Olha que umas palmadinhas suaves na bunda/nádegas até ajudam a descontrair, kkkkk. Sei que não gostam. Talvez por ainda não teres encontrado um homem sem ... calos nas mãos, kkk

      Beijo amiga

      Eliminar
  7. Olá Silvia

    A 1.ª imagem parece-me mais violação que qualquer acto sexual ou desejo consentido disso. A rapariga não me parece estar submissa como diz que se está no sexo que compõe o BDSM. Nas outras imagens, sim. Parece-me ser normal dentro daquilo que se lê sobre essa faceta que para mim é uma Tara. Não consigo entender o prazer sexual com dor física. O sexo é para ser meigo e terno e não violento de forma a humilhar a outra pessoa como se fosse um animal, ao qual, nem a esse se deve fazer actos menos próprios que o humilhem.

    É a minha opinião sincera.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga Nikita Flor

      Concordo contigo em relação à 1.ª imagem. Parece que a garota não está pelos ajustes do rapaz. Não vejo nada de sensual mas foi publicada no intuito de ilustrar uma situação e não como um fim do BDSM. Entendeste?

      Por vezes um bocadinho de "picante" num acto sexual não faz mal nenhum, não concordas?

      Beijo

      Eliminar
  8. Boa tarde Amigos deste blogue.
    Este tema é muito bom, mas complexo! Sou uma pessoa que adora sexo em toda a sua plenitude. Sou um amante de todo o tipo de meiguices. Sou completamente contra a todo o tipo de violência desde psicologia a física. Não gosto!

    Este género de sexo ou carinho não me diz nada. Não sou contra quem o faz, pois se o fazem é porque gostam, e aí têm de aguentar as consequências.Isto para mim é sexo selvagem e violento, pronto-Digo não a isto.

    No entanto, felicito a menina Sílvia Pinto pela coragem de abordar este tema que bem sabemos que existe. Assim como existe de tudo e gostos para tudo.

    Como diz a Nikita, parece uma humilhação ao sexo oposto.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amigo Bernardo Sedutor

      Gosto do nome. Respeito a tua opinião como não podia deixar de ser.
      .
      Abraço

      Eliminar
  9. Nossa senhora!
    Eu até enlouqueço com os carinhos. Nunca aceitava uma cena destas. Sei que não se deve dizer nunca, mas, violências não. Mas também sei que existem mulheres e homens que adoram o masoquismo.

    Grande coragem, heim Amiga? Tu que és tão carinhosa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá querida amiga Mary Angel

      Tens o meu respeito pela tua opinião. Gostos não se discutem, não é verdade?

      Claro que existe quem goste do BDSM. Se não houvesse praticantes essa vertente não existia.
      .
      Beijo amiga

      Eliminar
  10. Boa tarde
    Quanta saudade deste cantinho. Belo texto! Gosto e gosto, pronto! Nada para magoar, mas cria uma certa excitação as "chibatadas" ou as tapas, apesar disto ser muito mais. Mas louvo quem tem a coragem de o fazer. É tudo por amor! :))

    Bjinhusssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Juliana Marques

      Já tinha saudades tuas...Pois uma tapinhas dadas com carinho até ajudam no acto. Nem brutal de mais, nem macio de mais. Um meio-termo é sempre o melhor, kkkk

      Beijo amiga

      Eliminar
  11. Querida Sílvia Pinto!

    Estava eu um dia vagando pelos chats, quando me deparei com a sala de *escravas e submissas* do Uol e foi aí que entendi tudo sobre o que me atraía.
    Com o tempo, acabei descobrindo o prazer com a dor física, com o medo e até com a mágoa.
    Foi uma grata surpresa seu blog, Sílvia, justamente num tema tão polêmico, que vc abordou com seriedade e respeito.
    Beijo carinhoso!

    { W_[amar yasmine]}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amiga {W_ [amar yasmine)}

      Muito grata pela sua visita e comentário. Respeito o seu gosto que não deixa de ser uma opção de vida ao nível sexual

      Volte mais vezes a dar-nos o gosto da sua presença
      Retribuo o Beijo carinhoso

      Eliminar
  12. Vou comentar quadro a quadro.

    1º Cena - Estupro.

    Eu já fiquei com uma mulher que me ensinou a arte do Shibari, que consiste em amarrações com cordas. E na hora da ação sexual, ela estava toda amarrada e se esforçava para interromper o ato sexual, como se fosse uma cena real de estupro. Digo-te que não me senti bem com a recusa dela e ao interromper o ato, ela me disse que se tratava apenas de uma encenação, disse a ela que eu não fora avisado e realmente estava pensando que a estava fazendo mal. Acho que nessa situação, os parceiros devem se conhecer bem e fornecer códigos de segurança, para interromper o ato em momento oportuno. Não vejo com bons olhos a disseminação de vídeos incitando essa prática, pois ela pode liberar o que há de pior em quem assiste. Pretensos estupradores podem aviltar-se ao ver tais cenas e achar que toda mulher curte uma agressão. Este é o clássico caso em que não praticantes do verdadeiro BDSM podem usar o BDSM como desculpa para libertar seus monstros interiores e justificar agressões. Pessoas que se utilizam do BDSM para encenar um estupro, devem ser bem centradas e saber o que está fazendo para que a brincadeira sexual seja saudável e excitante.

    2º e 3º Cena - Humilhação do Parceiro

    Vejo nesta cena uma prática mais saudável. Na qual você exige a submissão do parceiro através da autoridade de comando. Para o parceiro se submeter desta forma, deve ter um bom controle da raiva e em alguns casos é realmente isso o que buscam, um meio de executar tudo o que o Senhor(a) mandam. Acho deplorável. Eu como homem não sou adepto de rastejar-me e nem fazer mulher nenhuma rastejar-me para mim. Mas é bem válido. Há inúmeras modalidades nesta forma de BDSM, como os rabinhos de égua para as mulheres e os cintos de castidades para homens que o proíbem de ficar de pau duro, causando uma intensa dor.

    4º Cena - Sexo Forçado.

    Acho também uma cena bem excitante. Beira o estupro, mas é uma coisa mais vistosa aos olhos. A exploração do prazer ao extremo. Neste caso os parceiros se submetem as amarras e então é consentido o sexo forçado ao contrário da encenação de estupro onde há subjugo pela força. Acho bem excitante, porém, há de se ter confiança do parceiro. Certa vez eu já fora amarrado na cama na qual a mulher fez brincadeiras dos sentidos comigo, explorando meus sentidos aos limites... Depois que ela me soltou, transei com ela como um animal.

    Taí... Fiz textão, mas isso demonstra que gosto de falar sobre sacanagem. rsrs..

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite amigo Conde Vlad

      Fascinou-me o seu comentário. Deu a sua opinião de uma forma assertiva, profunda, falando de experiências pessoais, dizendo abertamente do que gosta e do que não aprecia minimamente. Parabéns pelo discernimento e carinho que mostrou ter para com o tema e para com este NOSSO blogue.

      Volte sempre ....Muito grata

      Um abraço amigo

      Eliminar
  13. Abomino o BDSM. Tudo o que não for carinho e meiguice para mim não presta. Sexo com dor? Mas que taradice meu Deus. Existe até quem se morda, mas isso é gozar o sexo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Max Men

      Sempre um amigo de coração. Se o dizes, está dito, kkk

      Beijo

      Eliminar
  14. Um tema complexo mas que é uma vertente muito frequente nos dias de hoje. Respeito as opções e gostos de cada um mas isso não me fascina de forma alguma nem vejo como poderá provocar alguma tesão. A dor é dor, a humilhação é ridícula, sem falar no resto.
    Mas volto a frisar que não condeno quem goste dessas práticas, se conseguem obter um prazer vulcânico dou os meus parabéns.
    Na 1ª imagem quanto a mim a cara dela revela mais horror que prazer.
    Na 2ª qual o homem que aceitaria ver a sua cabeça mergulhada na água? Qual o prazer que daí advém? Gostaria de saber, só alguém com uma mente meia louca.
    Na 3ª vejo a escravatura com forma sexual mas os intervenientes devem gostar
    Na 4ª se não fosse o facto dela estar presa pelo pescoço com tanta força ainda se poderia tornar excitante.
    Há outras opçoes não tao radicais. São as chamadas práticas Grey que são mais leves e poderão ser excitantes e sensuais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia mata hari

      Quer queiramos quer não a verdade é que a vertente sexual BDSM existe. A verdade também que existe e é praticada por muitos que à 1.ª vista ninguém diria que a praticam

      Aquilo que muitos não entendem para outros é o supremo do prazer. Gostos não é verdade?

      Vou estudar essas práticas GREY e talvez um dia destes escreva sobre isso

      Fim de semana feliz

      Eliminar
  15. Gosto de ser amarrado com os braços à barra da cama e os pés aos pés da cama e depois ser "violado" pela minha namorada, gosto que ela me bata, me morda, me arranhe, coloque o seu sexo na minha boca e dizer-me aos gritos para eu lhe sugar o clitóris até ela se derrete toda.

    Gosto que ela me chupe e me aperte o pénis em baixo para em não explodir, gosto que ela me bata com um cinto até eu ficar com as nádegas vermelhas e a doer. Gosto de explodir assim, ouvindo os gritos dela, a chamar-me cachorro, cão vilão, malvado, cavalo galopante.. Não é sempre mas de vez em quando, como é evidente. Adoro o BDSM. ADOROOOOOOO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia Fábio Luz

      Verdade? Isso tudo? Ok, respeito os teus gostos e, essencialmente, o teu assumir aqui perante todos nós os teus gostos sexuais.Tem cuidado não fiques um dia todos arranhado e depois tenhas que dizer que caiste sobre um silvado, kkkkkkkkk

      Feliz fim de semana

      Eliminar
  16. Não pratico, mas também não condeno!
    Já viu um video no YOUTUBE chamado "a verdade sobre as bonecas sexuais humanas"? Tanta perversão só pode ser mentira! Dio Santo!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia amiga Chocolicia

      Respeito totalmente a opção

      Prometo que vou ver esse filme

      Feliz fim de emana

      Eliminar