quinta-feira, 7 de abril de 2016

Duas amigas . Férias conjuntas em Excitação e Volúpia explosiva

Conta-nos a Filipa Andrade. Resido na zona de Sintra. Tinha 19 anos, era virgem, quando conheci a Conceição ( São). Bebíamos um café na pastelaria da faculdade, de pé, lado a lado. Ela, sem querer. tocou no meu braço e o café entornou-se um pouco. Pediu desculpa. A partir daí começámos a conversar. Ela tinha 21 anos. Andava no 3ª ano, eu no 1.º, no mesmo curso. A empatia foi imediata.


Estávamos no principio do ano lectivo. Os encontros entre nós foram acontecendo nos intervalos das aulas, há hora do almoço e algumas vezes no fim do dia. Cada vez mais próximas, sentíamos esse facto. Terminados os anos em que ambas concluímos o curso, com elevado mérito, passe a imodéstia, eu dois anos mais tarde. Nunca perdemos o contacto uma com a outra. Como prémio, a São convidou-me a passar um dias de férias na sua casa, zona do Douro. Aceitei de imediato. Gostava/gosto muito dela. Entusiasmou-me o seu convite.


Dormimos juntas. Quando senti os seus beijos ainda pensei que fossem de "brincadeira". Só que, esses, se tornaram cada vez mais profundos, deixando-me louca de excitação. Tentei reclamar mas, a minha amiga São, colocando-me um dedo sobre os lábios, deu-me confiança. ajudando-me a descontrair. Dos beijos nos lábios até ir descendo pelo meu corpo foram segundos. Momentos únicos quando a sua boca "poisou" sobre o meu sexo virgem. Entrei em "pânico". Mas o prazer era tanto que rapidamente descontraí. Nunca tinha tido um orgasmo, confesso a minha ingenuidade sexual.

Conto erótico lésbico com gifs pornôs de sexo

Senti algo em meu corpo que me descontrolava. Era algo que nunca havia sentido. Tudo em mim entrou em ardente "convulsão". A minha amiga, apercebendo-se da minha excitação, rodopiava a língua sobre o meu clitóris, olhando-me olhos nos olhos, que eu mal via, tal era o descontrolo físico e emocional que sentia. Tive o meu primeiro orgasmo, entre muitos outros que a minha amiga me proporcionou, aprendendo eu a retribuir igual carinho. Hoje, casada, mãe de um filho lindo, de 3 aninhos de idade, recordo cheia de nostalgia essas férias que foram as mais felizes da minha vida. A minha amiga, trabalha na zona do Porto, sendo atualmente casada com a Elsa Flor. Continuamos amigas e cúmplices nas confidências.
.

5 comentários:

  1. Exuberante estória, onde apenas ficam as boas recordações. Adorei sinceramente. Parabéns.

    Beijoos

    ResponderEliminar
  2. Das histórias mais lindas que aqui já li e já foram tantas de uma beleza invulgar. E tantas de nós temos histórias semelhantes embora poucas o confessem assim abertamente.

    ResponderEliminar
  3. Nada como experimentar de tudo e no final fazer uma escolha! Amei a estoria.
    Bjos

    ResponderEliminar
  4. Raquel, é isso mesmo, adorei cada pormenor e as mulheres que passam por essa experiência ficam sempre cúmplices... Beijos a todos administradores :)

    ResponderEliminar