domingo, 10 de abril de 2016

Em teu corpo nu, deixo meu gozo, me afundo ( Poema Erótico)

Em teu corpo nu, deixo meu gozo, me afundo
Onde vagueia minha mente, desejo constante
Sexo, volúpia dos sentidos, meu doce mundo
Espasmos ferventes de um lenitivo incessante

 

Entro em tua vereda estreita, rebeldia do ser
Brasido flamante de nosso querer delineado
Plenitude da vontade, teu corpo, meu prazer
Delírio vibrante, orgasmo em querer ideado
.......................

10 comentários:

  1. Uaauuuuu.... que imagem sensacional... entrou fundo na parceira.
    E ela, ouvindo esse sublime poema deve ter se dado conta da intimidade do gesto!!!
    BELO POST!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na imagem o comedor nem fica pelado! Não sentir pele na pele é frustrante - isso na minha arrogante opinião!

      Eliminar
    2. PDR

      Sempre presente deixando palavras simpáticas. Feliz domingo

      Aquele abraço de Portugal

      Eliminar
    3. Chocolicia

      Se calhar a "sede" era tanto que nem teve tempo de se despir. Mas concordo contigo. Pele com pele é sempre mais delicioso e erótico

      Beijo e domingo feliz

      Eliminar
  2. Delicioso poema e imagem arrebatadora

    Bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva amigo Max

      Sempre um bom amigo

      Aquele abraço

      Feliz domingo

      Eliminar
  3. Boa tarde, as calças não atrapalham o prazer de ambos, a imagem é linda.
    AG

    ResponderEliminar