quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Sinto a tua língua viajando em meu corpo ( poema)

Resultado de imagem para sexo preliminar gifs
................................................................
Nu. Sinto a tua língua viajando
Por entre as pregas da minha lisa pele
Me arrepiando
Da tesão que me causa a tua saliva
Em meu falo erecto por quem suspiras
Sinto a tua boca sádica lambendo
A pele aveludada e nervosa
Doçura me oferecendo
Ouço o teu respirar, o teu arfar
A tua arte libidinosa
Teus lábios me sorvendo
Fazendo que meu corpo
Fique suspenso a levitar
Ardendo em teus lábios quentes
Puros, meigos, ardentes
Como estilhaços em silvos de fogo
Em que nossos carinhos são o jogo
O doce carinho, o desejo
O glamour, a missiva, a luz
Causando em mim um tremor
Na suavidade do teu beijo
Que pelos alicerces do amor
À "loucura" me conduz
.

8 comentários:

  1. Que lindo meu querido Nuno, que poema lindo e sedutor, fiquei ciumenta
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Pronto! Li e reli e, faltam-me as palavras! Parabéns Artista!
    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde amigos e amigas deste cantinho maravilhoso.

    Hoje o Nuno Filipe, presenteia-nos com um brilhante poema erótico, tão ao seu jeito. Adorei ;-)

    Beijoos

    ResponderEliminar
  4. Ui, meu querido amigo. Matas-nos!

    "A tua arte libidinosa
    Teus lábios me sorvendo
    Fazendo que meu corpo
    Fique suspenso a levitar
    Ardendo em teus lábios quentes
    Puros, meigos, ardentes
    Como estilhaços em silvos de fogo" -- Lindo. Gostei do poema todo em geral.
    Nota -20

    Bjos

    ResponderEliminar
  5. Uffa, Boa tarde!.
    .
    Nessa viagem que meu corpo imaginas
    Sinto eu, a leveza de tua chegada
    Entrego-me por inteiro e tu me dominas
    Deixando-me louca, quente. molhada
    .
    Na minha arte de te seduzir
    Imaginado teu mastro vibrante
    É minha língua responsável de conduzir
    E levar-te ao delírio mais excitante
    .
    E com a doçura dos meus lábios fogosos
    A minha língua se cruza com teu tremor
    Vagueiam pensamentos tão impetuosos
    Enquanto as nossas línguas "fazem amor"

    Minha homenagem a tão intenso poema. Parabéns!

    Sussurro-te

    ResponderEliminar