terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Desejos secretos do sexo a quatro (entre amigos, casais)

Dois amigos, Pedro e Mário, com as suas respectivas namoradas Inês e Lúcia. Um dia decidiram quebrar as rotinas das suas vidas íntimas de acordo, com os  dois casais.
No verão passado, estiveram presentes numa festa, (da cerveja), num bar da praia, em Carcavelos. Festa muito divertida e bem quente. Os quatro divertiram-se ao máximo, a excitação era muita, o calor da festa fez disparar as hormonas e incendiou-lhes a libido.

Resultado de imagem para gifs sexo à lareira

O desejo de sexo a quatro aflorou, e mesmo nessa noite, em casa de Mário, porque é o único que vive sozinho, fizerem jus aos seus desejos secretos. Fazerem sexo com a namorada um do outro...ao mesmo tempo. Até Inês e Lúcia tiveram um momento nunca antes tido, o beijo entre ambas. Foi uma noite divertida e bem excitante, onde nem os orgasmos faltaram. O calor das noites de Verão e das festas têm destas coisas.

Como Homem, dividia assim a sua namorada? Ou vice versa?

29 comentários:

  1. Quando existe harmonia nas vontades acontecem momentos assim quentes, sensuais, libidinosos.
    Penso que não dividia a minha namorada. A não ser que ela me pedisse muito, quase suplicasse, quiçá de joelhos... porque quem ajoelha tem de rezá....

    Beijuuuuuuuuu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Nuno!

      Claro que eu há mto percebi que o que é SEU é SEU e ponto final. Com e para as outras, à la gardère, mas com a "SUA", nem pensar.

      Pobrezinha, lá teria ela de se ajoelhar, para... pois... vocês gostam todos do mesmo, mas isso tem uma explicação psicológica e que, indiretamente, é uma forma de machismo, ou seja, quer dizer-lhe: "SERVE-ME"! (aqui só pra nós, k ninguém nos ouve, nem lê, as mulheres, gostam de homens um bocadinho machistas)

      FELIZ NATAL E SOLIDÁRIO MANO NOVO.

      Um abraço cordial.

      Eliminar
    2. RETIFICANDO - ANO NOVO.

      AS minhas desculpas, Nuno!

      Eliminar
    3. Sim, Nuno Filipe, conhecendo-te como conheço, o que é teu, não divides com ninguém. Obrigada pelo teu carinho meu querido.

      Bjos

      Eliminar
    4. Olá amiga Céu

      Jamais eu diria para uma mulher: SERVE-ME, numa questão de puro machismo, ou seja: SERVE o Dono. Não, nem pensar.
      Essa questão de ser ou não machista dava, como se ousa dizer, "pano para mangas". Se calhar todos os homens o são um bocadinho, não sei.
      Dividir ou não a "minha" mulher com outro homem não faz de facto parte do meu EU. Será um defeito ou uma virtude?

      Para a amiga Céu, família, amigos, um Santo e Feliz Natal e um Ano Novo repleto de amor, prosperidade, Paz e Saúde.

      Já agora: Os seus olhos são lindos, uma tentação. Desculpe.

      Eliminar
    5. Olá, Nuno!

      Reparou que o verbo servir, tipo imperativo, está entre aspas? Talvez, não!

      Decerto k dava um agradável debate. Todos o são um pouco, ou um pouco mais que pouco (rs), mas há o chamado machismo saudável e desse gosto mto.

      É UMA VIRTUDEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE, não tenha a menor duvida!

      Agradeço e retribuo, sinceramente.

      "Olha agora" (rs) e por ser Natal, o Nuno está a fazer-me serenatas, cantatas, como dizem nos Brasil (já ouvi muitas), mas eu gosto e não necessita pedir-me desculpa (eu adoro espelhos e tenho vários em minha casa, nomeadamente no meu quarto, mas os melhores e mais fiéis espelhos são os vossos olhos, os dos homens). MUITO OBRIGADA!

      Eliminar
    6. Não sou espelho, nem homem fluente
      Não procuro na imagem meros conflitos
      Mas sei ver quando alguém que é gente
      Me apresenta um olhar, candidamente
      Mostrando possuir uns olhos bonitos
      .
      Não sou homem de elogios declarar
      Em sentimentos que não consigo ter
      Mas sei onde me devo colocar
      E uns olhos bonitos admirar
      Que meu coração sabe reconhecer
      .
      Não falo por simples empatia
      Nem me engana o espelho meu
      Que me diz por perfumada magia
      Que seus olhos são luz e simpatia
      Estrelas luzentes os olhos da … Céu

      Eliminar
    7. Nuno, mto obrigada pelo seu poema tão terno e sincero!

      Estou tão cansada! Acredite! Tive um dia de reuniões atrás de reuniões e não consigo conciliar o raciocínio.

      Vou tomar um chá quentinho e dormir, pke, amanhã, se Deus quiser, novo dia de trabalho me espera.

      FIQUE BEM, FELIZ E SONHE COM DEUSAS/DIVAS, com olhos bonitos, preferencialmente.

      Eliminar
  2. Estas misturas têm sempre os dias contados para os casais. Gosta-se pelo prazer mas a vivência a dois não sei se aguenta, um dia vai acontecer a separação. Mas se gozaram fizeram bem porque a vida é curta, ihhihihihihi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estrela Florescente, dou-te razão no que dizes. Obrigada pelo teu carinho

      Bjos

      Eliminar
  3. Olá, Larissa!

    Agradeço visita e comentário no meu blogue.

    Os bacanais começaram em Roma, em honra do deus Baco, deus do vinho, portanto, com o pessoal já ébrio, valia tudo, tal como arrotar ou esvaziar a barriguinha durante ou depois.

    Nos dias contemporâneos, eles existem, mas de outra forma. Sinceramente, não me atraem e julgo que namorados resolvidos, atente bem neste adjetivo, não aceitarão estas cenas. Os não resolvidos, que são a maioria, sonha, gosta e passa à prática.

    SANTO NATAL E BOM ANO NOVO!

    Beijos com mta estima.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nos casais ditos "modernos" se calhar, acontece! Mas acho que não é a melhor solução :-)
      Obrigada pela sua visita carinhosa

      Bjos e retribuo os votos das boas festas.

      Eliminar
    2. Há quem diga que o sexo grupal fosse ainda anterior aos romanos e aos gregos de modo que, já no antigo Oriente Próximo, povos cananeus praticavam os seus rituais da fertilidade de maneira que, em determinadas ocasiões festivas, a prática tornava-se comum entre eles. Tanto é que os templos dispunham de mulheres (e rapazes também) que praticavam esses cultos, recebendo pelos serviços prestados.

      Eliminar
    3. Pois é, Rodrigo, há quem diga, e você diz mto bem, mas se lembre k a História não é uma ciência exata, e portanto a leitura dela e análise varia de Historiador para Historiador (é pouco correto, mas é verdade), todavia acredito que o sexo em grupo ou individual sempre acompanhou a mente e o corpo da Humanidade, mesmo na Pré-História.

      Eliminar
  4. Belo conto.
    Não sei se aceitava. Mas se calhar, mais vale isto que sermos traídas pelas costas. Se após o momento, o respeito predominasse, como é óbvio.

    Bjus querida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com certeza que concordo contigo, Ana. Obrigada pela visita

      Bjos

      Eliminar
    2. Acho que seria mais honesto do que um cônjuge, companheiro ou namorado envolver uma terceira pessoa em seu relacionamento sem ter o consentimento ou a ciência do outro.

      Na vida ninguém pode dispor sobre a sexualidade alheia de maneira que nem o vínculo matrimonial pode impedir o outro de querer se relacionar com quem assim entender ainda que possa haver consequências jurídicas e relacionais de um rompimento não autorizado.

      Para muitos casais essas fugas ao padrão pode servir de prevenção às traições embora isto não seja 100% garantido. Pois há quem acabe se apaixonando depois pelo consorte da outra pessoa. Ou seja, previne-se riscos e cria-se outros.

      Eliminar
    3. Concordo na integra com o que diz.

      Bjos e obrigada pela simpatia.

      Eliminar
  5. Muito complicado. Ciumenta como sou, não sei se fazia. E depois será que havia confiança suficiente?

    Bjocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aí é que está, Filipa. kkkk, obrigada pela tua visita

      Bjos

      Eliminar
  6. Olá.

    Confesso que não dividiria uma mulher com outro homem, seja minha ou a dele. Mas pode ser que observar outro casal pela internet ou ao vivo seja atrativo apesar de não me sentir inclinado pra experimentar coisas assim. De qualquer modo, estou satisfeito com uma relação 100% a dois. Obviamente respeito quem tenha pensamento ou comportamento diferente do meu.

    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. RODRIGO PHANARDZIS ANCORA DA LUZ, concordo totalmente consigo
      Obrigada pela sua visita carinhosa.

      Bjos

      Eliminar
  7. já ouvi dizer que se divide para reinar... enfim: é partilhar tudo o que é bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António, será mesmo assim? Mas você, dividia? KKKK...Obrigada

      Bjos

      Eliminar
  8. Quando o desejo impera não há prazer que resista.
    Não tenho o fetiche de partilhas mas não há dúvida alguma que momentos assim arrasam a líbido.
    Não aconselhável a "egoistas e ciumentos"! Lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Mata Hari, que orgulho enorme quando comenta um post meu. Deixa-me bastante lisonjeada. Claro que concordo com as sua sábias palavras.
      Muito obrigada, volte mais vezes

      Bjos

      Eliminar
  9. Nem que o meu companheiro aceitasse, jamais aceitaria dividi-lo aos meus olhos.

    Venho desejar um Natal Feliz e um ano de 2017 repleto de paz e coisas boas.

    Beijinhos - http://quadrasepensamentos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria doa Anjos, Concordo e respeito a tua opinião.Obrigada pela tua visita
      Retribuo as boas festas.

      Bjos

      Eliminar
  10. eu n conseguia dividir.

    Feliz Natal Larissa.

    ResponderEliminar