segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Tenho uma namorada muito safadinha... sexualmente.


Quando a minha namorada me faz estes carinhos costuma olhar-me e, com carinha de safada, perguntar-me: GOSTAS?


A minha resposta é, regra geral, dada com a mão, acariciando-lhe os seios e os mamilos


Claro que não me fico por aí. Sou lá homem de não corresponder aos carinhos dela?


Claro que gosto que ela fique de pé e que me acaricie o cabelo, prova de que está a gostar


É evidente que não nos deixamos ficar apenas pelos carinhos orais. E daí ...


Serão precisas palavras sensuais ou outras, entre nós, quando o GESTO É TUDO?
...................................................................
Não acham que eu tenho uma namorada muito safadinha?
..

9 comentários:

  1. Sem dúvida, e o melhor é ñ deixar passar em claro. O que há a fazer é... 'castigá-la'.

    ResponderEliminar
  2. Sei que és um doce! És o Homem que muitas queriam ter. Eu por exemplo, kkkkkkkk Lindo momento.

    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Queria eu poder-te conhecer
    Para te ofertar meu carinho
    Não sei se estás a perceber
    Queria mostrar-te meu ninho

    E depois, podias-me tu fazer
    O que muito bem entenderes
    Levas-me ao mais louco prazer
    Porque só tu, para me satisfazeres

    Um sussurro meu bem.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde Nuno....deixa-me que te diga que não sabe a sorte que tens....amigo...pois uma mulher assim é tipo agua no deserto...é tão raro... :)
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Conheço-te muito bem. Sei que és um rapaz muito sortudo em questões de mulheres. És bom como o milho, hehhehehe. Parabéns pelo teu brilhante post. ;-)

    beijoos

    ResponderEliminar
  6. Safada foi uma amiga... depois de uma intensa manhã, por volta das 11 tinha de sair de casa dela para ir trabalhar. Barrou-me a porta em lingerie. Com uns olhares... que enfim.

    ResponderEliminar
  7. Muito bom e prazeroso post, meus parabéns pelo conto.

    Arthur Claro
    http://www.seminudez.blogspot.com

    ResponderEliminar