segunda-feira, 20 de março de 2017

Sexo descrito em quadras de arte poética em imagens de doçura sensual

...................................................................

Beijos sôfregos, afagos por lábios molhados
Mão carente na calcinha do desejo atrevido
Palavras caladas em olhares doces, trocados
Línguas que se tocam em apetite enternecido


Dispo-me de roupa pela vontade do absorto
Enquanto te tocas, humedecendo a tua mão
Mostra-me a suavidade do teu lindo corpo
Gerando em mim loucuras de ditosa tesão


Presa pela corrente que nos transporta na aventura
Deixas minhas caricias inundaram teu sexo sedutor
Deliras em arrepios de prazer e infinita formosura
Quando nossos sexos se unem em delírios de amor


Numa posição retribuída sem deixar para depois
Beijamos nossos sexos em carinhos de enaltecer
Onde existem gestos e carinhos entre só nós dois
Em surdas palavras, soltamos gemidos de prazer

7 comentários:

  1. Deixei-me levar pelas tuas fervorosas palavras e, nesta viagem quase chegava ao pico da montanha. Excitante demais. Parabéns

    Beijo

    ResponderEliminar
  2. Se tivesse que te avaliar de 0 a 20, daria-te 21. Escandalosamente excitante. MUITO BOM!

    Bjos meu doce

    ResponderEliminar
  3. Maravilhoso. Nuno que poeta ilustre, adorei, adorei, adorei

    ResponderEliminar
  4. Nuno meu lido, como sempre deixas-me fascinada com a tua poesia. Tanto as quadras como as imagens são lindas de morrer.

    Beijinhos carinhosos

    ResponderEliminar