terça-feira, 17 de novembro de 2015

Fui a tua "coelhinha" ... qual "almoço" de Fantasia em Delírio Sexual

Sempre foste um homem de fantasias eróticas. Pedis-te que me vestisse de "coelhinha". Deitaste-me na tua cama. Senti uma palmadinha gostosa, excitante, cair sobre a minha bunda, qual pronúncio de um "almoço" a dois muito apetitoso e suculento. Disseste-me que a palmadinha era uma parte do "tempero" que te excitava só de imaginar degustar.
Colocaste-me sobre ti. Querias beijar o meu sexo e desejavas que eu chupasse o teu. Querias o aperitivo mais doce e luxuriante que pudesse existir na tua fantasia que, acabou, por ser também a minha. Senti arrepios quando me sugavas o clitóris e passavas a língua pelos lábios da vagina. Deliciei-me a sugar o teu pénis maravilhoso que me oferecias. Não podiam existir melhores "aperitivos" que aqueles que eram nosso desfruto.
Temperos degustados, deitaste-me sobre a cama, desviaste-me o "rabinho" de peluche e iniciaste o melhor almoço de coelhinha que alguma vez havias tido.

E não é que eu adorei ser a coelhinha " comida" do teu "almoço" de fantasia.?

7 comentários:

  1. Com todos estes condimentos, que mais podemos querer????? Soberbo!!!

    Bjos

    ResponderEliminar
  2. Querias arranjar uma coelhinha assim tão deliciosa
    Bjo

    ResponderEliminar
  3. Eu posso ser assim, a coelhinha de "alguém" kkkkkkk
    Maravilhoso post. Adorei

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Otimo post continuem esse otimo trabalho
    Saudações
    http://www.meninasvip.com/

    ResponderEliminar
  5. Que delicia de relato.. que coelhinha apetitosa.E que bem que esteve..O Coelho! :-)

    Beijoos

    ResponderEliminar
  6. HAUHUAHAUH Está aberta a temporada de caça as coelinhas... Olha... Nunca comi coelha, mas deve ser uma delicia hein. rsrs

    Beijo nas Meninas
    Abraço nos Rapazes.

    ResponderEliminar
  7. Uiiii que rica orelhuda e que momentos deliciosos! Quebra-se a rotina inovando alguma coisa, uma coelhinha arrebatadora fazendo delícias! Bom post !

    ResponderEliminar