terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Amarrada às tuas Carícias de elevada excitação

Brincavas comigo em momentos de ternura
Saboreavas meu corpo despido e carente
Procuravas nele recantos de aventura
Com tuas mãos acariciando docemente
Brincávamos num fetiche, por nós escolhido
Afagavas meu peito em gemidos ofegantes
Embebecida pelo amor, corpo enternecido
Dada ao nosso prazer, cúmplices e amantes.
Esperava docemente pelo teu mélico elixir
Perto da explosão, acorrentada de ternura
Nesse fetiche onde nos deixámos seduzir
Unidos na vontade, amantes na loucura.
......

12 comentários:

  1. Delícia em versos e imagens. Ela amarrada assim é muito excitante.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela sua visita e carinho

      Beijinhos e volta sempre

      Eliminar
  2. Tudo uma excitação. Quadras muito bem elaboradas a condizer com imagens sedutoras. Excelente publicação Mary Angel
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Max Men
      És uma simpatia de pessoa .

      Beijinho e volta sempre

      Eliminar
  3. Delicioso demais!
    Parabéns, Mary Angel

    Beijoos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Anjinha
      Obrigada pela tua visita

      Beijinho e volta mais vezes

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Concordo contigo Larissa Santoa.

      Obrigada pela tua visita.
      beijinhos

      Eliminar
  5. Mary Angel poetisa de eleição
    Entrelaça palavras com carinho
    Escreve com alma e coração
    Deixo para ela um doce beijinho
    ...........
    Homenagem ao poema da Mary Angel que é sedutor e maravilhoso
    Amei de verdade
    Bjuuuuuuuu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno, Quais poetisa? Nada disso, calhou assim.
      Obrigada pelo teu carinho.

      Beijinho

      Eliminar
  6. Deliciosamente excitante. Quer coisa melhor: vagina e falo entrelaçados?
    Beijo,

    ResponderEliminar
  7. Que loucura, principalmente a segunda imagem.!!! Quem não fica a ferver neste blog??????? O poema está empolgante, parabéns ao seu autor.

    ResponderEliminar