terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Dois meios irmâos... olham-se cheios de luxuria... e o incesto acontece ...em sedutora masturbação

O Rui Vinhais ( nome fictício) tinha 18 anos de idade. Morava com os pais e com a sua meia irmã Filomena Vinhais, (só filha do pai) de 21 anos de idade.
Eram extremamente amigos e até cúmplices nas suas conversas e brincadeiras. Falavam de tudo onde se incluía o sexo. A Filomena era virgem e assim queria chegar ao casamento, com o seu mais que tudo, Frank Vilégio, mesma idade, estudante de Agronomia, de nacionalidade italiana.
Certo dia, quando o Rui chegou a casa, vindo da praia,  encontrou a sua irmã a lavar os estores da sala, estando com um pé sobre o assento do sofá e o outro sobre as costas do mesmo, o que lhe permitia mostrar para o seu irmão uma paisagem de sonho.
Faxineira safadinha limpando a casa de mini saia
Quando o Rui ia para sair da Sala, a irmã, apercebendo-se da sua presença, chamou-o até junto de si. Reparou como o rapaz tremia de excitação. Filomena, mulher mais vivida, embora não no sexo vaginal, pergunta ao Rui se ele não gosta do que está a ver. 
Resposta pronta: - Adoro, querida irmã. Tens um corpo lindo e sedutor. Desculpa mas vou tomar banho, saindo da sala completamente atrapalhado o que se podia admitir olhando à sua tenra idade.

Ruivinha ninfetinha sensualizando na cozinha

Quando voltou repara que a sua irmã, o espera, praticamente nua, sentada no sofá, só tendo trocado de calcinha, pois achava que essa, sendo preta, era mais sexy e excitante para os olhos do irmão.
O seu olhar era de malícia, desejo incontrolável, tesão ardente, vontade de amar.

Rui, atrapalhado, perante aquela visão inesperada,  deixa cair a toalha com que se protegia, mostrando a sua irmã a força e altivez do seu fiel amigo. No entanto mostra-se confuso pois sabia que a rapariga era sua irmã e não estava preparado para praticar incesto.
A irmã, apercebendo-se do facto, diz-lhe estarem sozinhos, que ninguém - incluindo os pais - nunca viriam a saber. 
Deliciosa espanhola na morena super tetuda
Como não queria perder a virgindade não havia problema algum em se satisfazerem da forma que a imagem mostra, pois assim não era incesto, visto não haver sexo vaginal, oral e/ou anal, convencendo dessa forma o irmão que já pensava em tudo menos em dar atenção ao que a irmã explicava.
Claro que, a Filomena, sabia que tal não era verdade, mas o certo, é que à muito desejava o seu irmão e não ia perder tão bela oportunidade.

Dessa forma, puxando o seu irmão, deliciam-se com uma masturbação perfeita e sedutora, feita com as maminhas, o que a ambos deliciou, até à explosão do Rui, que ocorreu logo de seguida.

Outras estórias aconteceram entre estes dois meio irmãos que serão noutro dia contadas.

O que pensa sobre o facto em apreço?
Esta forma de sexo é ou não incesto?
No caso afirmativo, se fossem primos, seria na mesma incesto?
.

9 comentários:

  1. De facto; uma estoria que, pode muito bem ser real. Estes são meios irmãos, pode acontecer assim como acredito que aconteça.
    Este relato está altamente, muito bem escrito. A rapariga naquela posição, qual o homem que não fica excitado? Se ele quis, ele fez muito bem em fazer-lhe a vontade. Até porque, as maminhas é que se consolaram. Até eu queria. Adoro perder-me numas mamocas assim

    Penso que não será incesto. Há tanta coisas errada no ceio de tantas famílias... Deixai consolar os catraios, hehehhehehe

    Abraço e parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Boa noite
    Já tinha saudades vossas.
    Que conto lindo, que menina atrevida... que copo lindo...que consolo dos dois. Sabe deus a vontade que tinham que existisse penetração, ahh coitados. Agora nada é pecado nem incesto. :-)

    Bjus

    ResponderEliminar
  3. Um relato muito excitante. O serem meios irmãos é o mesmo que serem irmãos de pai e mesma mãe. Sim, considero ser incesto. Se fossem primos já podia ser um pouco diferente visto existirem primos casados. Mas irmãos desde que se toquem corporalmente com luxuria considero existir incesto.
    Mas que o relato pode acontecer e aconteça penso ser um facto real.
    Bom texto que origina discussão sem duvida.
    Jinho

    ResponderEliminar
  4. Na minha opinião é puro incesto e não deviam acontecer essas coisas entre irmãos. É "crime" perante a lei de Deus e até perante a lei dos homens.
    Bjo

    ResponderEliminar
  5. Incesto puro. Irmãos não podem ter este comportamento.
    Ab

    ResponderEliminar
  6. É incesto. Não podia, não devia, nem deve, nem pode acontecer, embora saiba que casos análogos aconteçam na sociedade.
    Abc

    ResponderEliminar
  7. Delícia pura. Adorei.
    Voltarei!
    Bjokas do (In)

    ResponderEliminar
  8. Um conto audaz...nem todos teriam essa audácia mesmo estando com um desejo louco! Há que haver um controlo se bem que o ser humano é pecador e vulnerável.Contudo o conto merece os parabéns pela sua audácia e imagens

    ResponderEliminar