sábado, 30 de janeiro de 2016

Sadomasoquismo ... Sadismo ...Prazer dentro do conjunto... dor + sexo = Gozo Sensual.

O Sadomasoquismo é um Fetiche, Tara, gosto pela brutalidade, onde certas pessoas conseguem obter prazer sexual. Essa tendência é uma mistura entre sadismo e prazer pela dor que, de certa forma, se infringe em outra pessoa. O prazer pode ser físico como moral.
O Sadomasoquismo é o oposto do Sadismo. Nessa tendência uma pessoa busca sentir prazer perante o sofrimento físico e/ou moral de outra pessoa
Gif de sexo oral e sadomasoquismo brutal
Esta imagem é uma mistura de tudo, o que se possa misturar, numa ampliação sensual,  entre o prazer sexual, dentro do sadomasoquismo e o sadismo. Duas amigas, em que uma faz sexo oral à outra, onde essa, segura uma corrente que está presa aos mamilos da 1.ª que, decerto, lhe causa dor, mas por outro lado as preenche, nessa mescla de gozo, tara, fetiche, que é a mistura de ambas as tendências como atrás refiro.

A amiga que pratica o sexo oral tem ainda um vibrador metido dentro do ânus que terá como principal objectivo a obtenção de prazer através da sua própria entrega numa questão de "tortura" ao nível do ânus e dos mamilos, podendo ser individual e/ou numa conjugação do seu conjunto.

Gifs de Sadismo e Masoquismo

O que pensam desta situação? Pura Tara, brutalidade, ou simplesmente gosto e prazer da matéria sexualidade? Será esta imagem uma das mais belas exposições sensuais dentro da tendência Masoquismo? Ou será puro sadismo?
Será que alguém, neste caso particular, a mulher sente prazer em estar numa situação assim?

O que pensam sobre este assunto sempre tão discutível?
.

7 comentários:

  1. Não condeno quem gosta deste tipo de sexo, pois bem se sabe que muita gente só sente prazer assim. Mas será que sentem?..

    Gosto muito de sexo com muito carinho, embora às vezes goste de acelerar, mas dentro do contexto, carinho.

    Parabéns Nuno por conseguires tão bem esmiuçar este assunto. Adorei ler. Um bom tema, merece leitura e "discussão".

    Beijinhos e um bom resto de sábado, meu querido amigo.

    ResponderEliminar
  2. Gosto de aventuras, mas existe, fetiche que são de uma violência estrema. Será que existe prazer? Não sei, mas se gostam deste fetiche é porque sentem prazer, fica a dúvida.

    Como disse, gosto de umas aventuras malucas, mas não deste tipo de masoquismo... Acho que é prejudicial a certas partes do corpo, tem como mostram os mamilos.
    No entanto, para um Homem, acho esta postagem o máximo.Parabéns ao seu autor.

    Mas eu gosta tanto de meiguices!! :-)

    Jinhus

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde
    Bem, mas que artigo tão complexo, mas bom!
    Sabemos que existem taras, fetiches e outras coisas mais. Mas nunca me meti nessas aventuras. Adoro dar e receber carinho.
    Ou se sente prazer ou dor, prefiro o prazer

    Mas não censuro. Há que respeitar os gostos de cada um.Quem não gosta e não pode, não se mete. Simples.

    Mas aplaudo o Amigo Nuno pela coragem deste maravilhoso post.
    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  4. Ui ui.. Ui... Nãooo, não dispenso as caricias e os preliminares, que quase me põem doida.
    Nada de brutalidades, nada mesmo. É que não aprecio mesmo, este tipo de fetiches ou taras.

    Bjos

    ResponderEliminar
  5. Discutível sim... Eu acho que no sexo vale tudo desde que ambos estejam consentidos.

    A pessoa que tem tesão em ministrar a dor, pode praticar com uma pessoa que tem tesão em sentir dor.

    Uma pessoa que não tem tesão em ministrar dor, pode praticar com uma pessoa que tem tesão em sentir dor. (Neste caso, acho pouco provável que haja um consentimento do ministrador da dor)

    Agora em hipótese alguma uma pessoa que sente tesão em ministrar a dor, pode praticar com uma pessoa que não sente tesão em sentir dor.

    Acho que respeitando essas 3 regrinhas básicas fica legal.

    Minha experiência do tipo, foi com uma pessoa que tinha tara por ser estuprada enquanto vulnerável. Eu juro que não consegui na hora H. Ela estava amarrada e se debatia para não deixar eu meter. Era o tesão dela, mas pra mim era a cena de um estupro real, então não senti tesão.

    Ainda com a mesma pessoa, ela me mostrou um tesão legal que foi a privação dos sentidos. Uma tortura mental onde eu fiquei amarrado e vendado e ela foi me torturando aos poucos para que eu ficasse com mais e mais vontade de transar... Só que ela nunca me dava o que eu queria. HAUHAUHUAH

    Tema polêmico, caro Nuno, mas que tem que ser explorado. O tabu deve ser exorcizado.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  6. Essa palavra existe por causa do marquês de Sade, o autor do pior livro do mundo: Ciranda dos Pervertidos!
    Nem ouso lhe dizer qual o pior filme do mundo que não é A Centópia Humana 1 e nem tão pouco a 2 - tem um pior que foi baseado no livro desse autor doido!!!

    ResponderEliminar
  7. Esta é uma das vertentes sexuais mais loucas e pior que isso para mim só o sexo com animais ou com fezes e urina. Respeito as opiniões e gostos mas nunca alinharia a momentos desses onde a dor predominasse. Só sexo com alguns detalhes "Grey" venda nos olhos, um chicote usado com sensualidade ou algemas para momentos de domínio.
    Dou os parabéns ao Nuno Filipe pela audácia deste texto e explorar um pouco esta vertente

    ResponderEliminar