domingo, 31 de julho de 2016

O uso de Strap-one usado entre meninas será um bom pronuncio de prazer ou nada pode substituir o homem na relação sexual?

Quando duas mulheres se amam ou querem estar juntas sensualmente nem que seja de forma ocasional, diz quem já passou por essa situação que, são momentos de carinho, ternura e amor, como não existe igual, falando inclusive de relações heterossexuais. 


No amor lésbico existe regra geral um dos parceiros que se assume mais "macho", mais "másculo", e a outra pessoa mais feminina, mais submissa.


Não é raro que a presença do homem seja substituída pelo cinto chamado de Strp-one, entre outros vibradores, composto por um pénis de borracha entre outros materiais suaves e macios. Alguns estão equipados com sistema vibratório, veias sobressaídas, a fim do prazer ser maior. Pode ser usada por ambas as parceira como é lógico e evidente.


Para quem não quer estar com um homem e adora estar com uma mulher, nunca esquecendo a parte que faz lembrar a acção masculina, mas sabendo que a acção está a ser praticada pela gene feminina, é um bom tónico para que o prazer entre ambas seja de um erotismo maravilhoso.


Pela imagem mostra que o prazer é intenso, fantástico, quase insuperável.

O que pensam as minhas amigas sobre o tema e imagens em questão?
E você que é homem o que me diz sobre o que escrevi e o uso de strap-one pelas meninas?
. 

7 comentários:

  1. Bom dia Vanessa Flor.
    Tema maravilhoso como não podia deixar de ser.Gostei

    Bjos Bom Domingo.

    ResponderEliminar
  2. O tema é interessante mesmo!
    O que o "amor entre mulheres" tem de carinhoso, sensual, meigo... lhe falta o elemento masculino de penetração.
    É uma brincadeira hoje ainda, feita entre mulheres e homens (há quem os goste!) e que entre mulheres (segundo uma me disse!) que apenas é brincadeira para dizer que homens não fazem falta.... Se o problema é o pênis, elas compram um!!!!
    É um prenúncio, sim, para nós homens, para que saibamos tratar bem as mulheres....

    ResponderEliminar
  3. Olá, Vanessa! Parabéns pela questão colocada pq este é um assunto que conheço um pouco.
    As meninas em questão devem ser bissexuais. Lésbicas geralmente não gostam de pênis. Há exceções, é claro, mas a maioria não gosta.
    Quanto a pergunta lá no título, na minha opinião, nada pode substituir o homem, o cheiro, o gosto, o pênis quente e pulsante, o gozo, a testosterona, é outra deliciosa história :P
    Desejo-lhe uma semana de alegres surpresas.

    Beijos de {Λїta}_ST

    http://odiariodaescrava.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  4. Olá Vanessa Flor
    Ainda bem que existem estas coisas. Principalmente o vibrador. Porque é tão amigo das mulheres nos momentos em que.... "Estamos sós" Adorei a postagem

    Beijoos

    ResponderEliminar
  5. Interessante, acredito que nada tem haver essa comparação entre o pênis e o strap-one, creio ser apenas um complemento nas variações de brinquedos, afinal quem quer um pênis nada o substituí seja ela lésbica ou hétero, Quanto ao macho chega desse pensamento falho de achar que uma mulher prefere outra por ele não ser carinhoso,bonito,rico ou pintudo -hihihi upss,empolguei-me
    Abração^.~

    ResponderEliminar
  6. Olá, Vanessa.

    Acho que quando falamos em mulheres lésbicas, trata-se de uma relação que, obviamente, exclui o elemento macho, o que não significa que, entre elas, irá inexistir o prazer com penetração. Aliás, pode ser até um desejo ou uma fantasia em que uma parceira queira penetrar/ser penetrada pela outra.

    Entretanto, parece haver entre mulheres uma variedade sendo que nem todas as relações no homossexualismo feminino são praticadas somente por lésbicas assim como pode não existir a ideia de que uma faça o papel de macho e a outra de fêmea da "macha". Por exemplo, pode uma das parceiras ser bissexual, ter tido relacionamentos anteriores com homens e, por viver numa relação compromissada com a atual parceira, sinta o desejo de ser penetrada por algo que substitua o pênis semelhante às relações heterossexuais.

    A questão é que o tal do cinto não deve proporcionar prazer sensitivo à mulher que penetra a outra. Trata-se de uma relação em que uma busca naquele momento dar prazer à outra não a si própria, o que não significa que a mulher ativa não vá gostar da excitante brincadeira.

    Sobre dizer que nada possa substituir o homem na relação sexual, penso que cada qual procura o que gosta e/ou convém. Aparentemente, é mais um substituto do pênis do que do homem. Até mesmo porque nada impede que um homem possa também usar para penetrar ou até ser penetrado por um (neste caso, não eu - rsrsrs), sendo diversas as razões.

    Abraços e boa semana!

    ResponderEliminar
  7. Numa relação lésbica é normal que tal seja usado. :)

    ResponderEliminar