sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Vertente sensual - G0YS E/OU HETEROG0YS - Sabe o que isso é? Do que se trata?

Hoje, vou tentar falar um pouco sobre a vertente sexual GOYS E/OU HETEROGOYS. Sabe o que isso é?

Viver a sexualidade, cada um vive-a como quer. Existem muitos géneros que se definem como: Heterossexuais; Homossexuais; Bissexuais, entre outros. Nessa diversidade existe também os GOYS e/ou HETEROGOYS.

Essa vertente não é nem mais nem menos que a existência de muita ternura, muita amizade, muito carinho, entre dois homens, sem que exista SEXO ANAL. É isso mesmo que leu. Existe quem diga que, nessa vertente existe o sexo oral, os beijos mais intensos, dados nos lábios, e em todo o corpo. Mas a grande maioria daqueles que se dizem pertencer a essa vertente não fazem nem sexo oral nem sexo anal.

Simplificando: Os denominados G0ys – sim um zero em vez da letra/vogal "o" – são indivíduos, sexo masculino, que se relacionam intimamente com outros homens, onde prezam o afecto corporal, o companheirismo, a cumplicidade, como se de dois irmãos se tratasse.

Consideram inclusive que o sexo anal é um acto sujo, depreciativo, e portanto não é por si validada nem usada nas suas relações de carinho e ternura.

Nos g0ys não existem mulheres. Apenas existem homens. Uma das mais fortes características, muito apreciada, por quem se assume como tal, é a masculinidade. Não são admitidos g0ys afeminados, pois os g0ys têm orgulho na sua condição de homem másculo e tudo o que essa imagem representa perante a sociedade e própria comunidade.

Os g0ys, diferem dos homossexuais/gays, pois estes, assumem papéis sexuais de activo e passivo, chegando a se assumirem como homem e mulher, havendo entre si penetração anal, enquanto que os g0ys, não se assumem como casal, pois desempenham uma relação carinhosa, quiçá até amorosa, mas sendo cada um, um Homem e não um, sendo parceiro sexual do outro, não havendo entre eles sexo penetrante, mas somente, uma relação de puro carinho e afecto.

Sei que é diferente de entender. Existem no mundo muitos seguidores, inclusive comunidades, colectados em grupos de g0ys e/ou Heterog0ys. Os homens que pertencem a estes grupos, admitem se sentir atraídos fisicamente, por outros homens, relacionar-se entre si, numa vertente carinhosa, afectiva – como bons irmãos – mas fazem sexo apenas com mulheres e NÂO com esses homens, com que se relacionam.

Admitem a troca de carícias mais ousadas, percorrer os corpos com as mãos, beijarem-se com algum frenesim e intensidade, tocaram os pénis um no outro – “jogo de espadas” como se diz no Brasil – roçarem os pénis nas suas partes mais intimas, mas sempre sem penetração anal. A penetração, só o fazem com mulheres, sendo anal ou vaginal, e NUNCA, homem com homem, sendo essa a grande diferença, entre esses e os assumidos homossexuais/gays. 

Aqueles que se definem apenas por homens g0ys, relacionam-se com outros homens através do companheirismo, afectividade, fazendo da sua cumplicidade, um puro romance de amor, mas sem grandes afinidades libidinosas.

Aqueles que se definem como Heterog0ys, relacionam-se com outros homens, de uma forma mais apimentada, proporcionando prazer sensual um ao outro, mas sem que ocorra, como nos homossexuais/gays, o sexo/penetração anal.

Na minha modesta opinião, tudo o que se possa dizer sobre esta vertente, irá esbarrar sempre na conhecida questão do rótulo.

Uns apelidam-nos de gays disfarçados, outros de facto comparam o seu relacionamento, aos dos irmãos que durante anos, dormem juntos, na mesma cama, até se acariciam, antes de dormir, e não passa disso. E sabemos que existem tantos e tantos casos do género. E não são gays, como existem tantos exemplos.

Dentro de uma certa terminologia, existe quem entenda e aceite, como existe quem não aceite. Não me cabe a mim fazer julgamentos de valor. Na minha forma de pensar o que interessa é a pessoa ser feliz, sendo o resto totalmente irrisório, no que concerne ao preconceito sensual e sexual.

Confesso que espero ler a sua opinião. O que pensam sobre os g0ys e/ou heterog0ys, naquilo que podem representar numa questão sexual? São ou não gays disfarçados de homens másculos?

Será que algum amigo que me lê, analisando friamente o contexto, se sente de alguma forma g0y ou heterog0y? 

Gostava que compartilhasse connosco a sua opinião e vivência de vida.
.

25 comentários:

  1. Bom dia!
    Desconhecia totalmente esta vertente que nos apresentas dos [GOYS E/OU HETEROGOYS]- Fiquei elucidada. Obrigada pelo artigo "didáctico"...Adorei ler.

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Luana Ramos

      Existe sempre algo que nós, por esta ou aquela razão, desconhecemos. NUNCA sabemos tudo

      Beijinhos

      Eliminar
  2. são os que têm apenas um pé de fora do armário?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É meio sim, meio não, meio sim, lool

      Abraço, amigo António

      Eliminar
    2. Digo que não pois os homossexuais que fazem de suas relações anais uma imitação do sexo reprodutivo vaginal é que teriam um pé no armário e outro fora.

      Eliminar
    3. Prazeres com as mãos

      É um gosto ler o que escreve pois mostra conhecimento dos factos, e sapiência sobre as questões. Muito bem.

      Abraço

      Eliminar
  3. Não, não conhecia e não me envergonho que dizer que não conhecia. Ainda bem que temos connosco o Gil António, para nos brindar com temas muito interessantes como este. Merece uma leitura bem atenta.
    Muito bom, obrigada meu bem

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Larissa Santos

      Estamos sempre a aprender. Ainda não nasceu " O sabe tudo".

      Beijinhos molhados e doces

      Eliminar
  4. Parabens Gil Antonio pelo texto elucidativo desconhecia esta vertente,ainda bem ha alguem que nos explique mas em relacao ao contiudo em sim cada um vive a sexualidade de maneira diferente e nao os concidero gays. Bjokas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OLá amiga Paula Silva

      São aquilo a que se diz: " Nem bacalhau nem peixe, loolo "

      Beijinhos carinhosos

      Eliminar
  5. Todos um monte de paneleiros que gostam de levar no redondo como aquele que todos batem palmas lá na tvi e não passa de um assumido mariconço gay de merda.

    ResponderEliminar
  6. Sinceramente, não conhecia de todo. Cada dia que passa este blogue me desperta mais a curiosidade, pois nunca se sabe o que vai sair "amanhã"...é sempre uma boa surpresa. Hoje é o dia em que se aqui lê mais uma soberbo texto sobre vertentes sexuais que desconhecia.

    Não é por acaso que têm tanto sucesso na blogosfera erótica. Sendo um dos melhores, senão o melhor blogue. Sempre com temas que despertam curiosidade dos leitores. PARABÉNS PELO EXCELENTE ARTIGO.

    Bjocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Filipa Silva

      As coisas que eu te ensino, lool.

      Beijinhos garota.

      Eliminar
  7. Já conhecia esses termos que é muito usado na literatura brasileira sobre gays tanto masculinos como femininos. Um tema muito bem explanado pelo Gil António
    Beijo meu kido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OLá Estrela Florescente

      Sem dúvida que assim é. Tenho lido muito sobre o tema em questão. Grato pelo elogio.

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Não sou nada adepto, mas que gosta, espero que teu fds seja belissimo, beijos !!!

    ResponderEliminar
  9. Muito bom o seu post, Gil.

    Esta seria a minha opção, caso fosse sentisse interesse por homens. Dispensaria totalmente o sexo anal.

    Porém, mesmo sendo hétero, faz uns dois anos que me relaciono exclusivamente com mulheres sem que haja penetração anal ou vaginal com o pênis, não me incomodando caso elas introduzam em si mesmas os dedos ou ainda com um vibrador.

    Para mim inexiste a ideia de ativo ou passivo em qualquer relação sexual e acho que até no sexo convencional, quando a mulher assume o comando ficando por cima, desconstrói-se um pouco este conceito.

    Posso dizer que a relação não penetrativa é muito mais seguro e gostoso do que as maneiras convencionais. Basta ter criatividade e encarar o sexo de uma outra forma.

    Quando puder, visite meu blog.

    Beijão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E consegue aguentar-se sem penetração, pelo menos vaginal?
      Apenas dá prazer com as mãos/dedos? Ok, respeito admitindo que a criatividade erótica não tem estilos nem limites a fim de se gozar na plenitude os prazeres sensuais que o sexo encerra.

      Já visitei seu blogue é que muito sedutor a mereceu ser visitado por todos os amigos e amigas.

      Abraço

      Eliminar
    2. "E consegue aguentar-se sem penetração, pelo menos vaginal?"

      Nas vezes quando não estou me aguentando, começo a me masturbar diante da parceira e apresso um pouco a ejaculação. Há mulheres gostam de ver um homem se tocando diante delas com total virilidade e eu aprecio vê-las dando prazer a si mesmas.

      Eliminar
    3. Prazeres com as mãos

      Sim, é uma verdade no que concerne ao facto de existirem mulheres que gostam de ver um a masturbar-se, como o vice-versa, também é um facto indesmentível.

      Muito bem. Continue a visitar-nos e a deixar os seus magníficos comentários.

      Abraço

      Eliminar
  10. Adorei a pequena quadra que postaste em meu blog querido

    beijo safico

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mariangela

      És um portento de mulher. Uma querida amiga

      Beijo

      Eliminar
  11. Já li sobre isso há muito tempo atrás num blog gay! Se a própria comunidade homo debocha dos g0ys, imagina euzinha!

    bjks, honey! *.* *.*

    ResponderEliminar

Deixe a sua opinião sobre o que acabou de ver e ler mesmo que seja menos positiva. Essa, nos ajudará a sermos cada vez mais exigentes nos textos que escrevemos e temas que abordamos.