domingo, 26 de novembro de 2017

Noto o cheiro da teu desejo me abrasando

Perfeição de prazer na pele macia...Te provoco,vem...

Com a tua mão afastas o vestido
Olho a tua pele aveludada
Sinto como o meu olhar se acende
Pelo calor vindo do teu corpo em fogo
Noto o cheiro da teu desejo me abrasando
O meu sexo fica erecto, pulsando
Quer viajar através dos teus braços
Esquecer desnortes, embaraços
Desejo estar-te beijando, penetrando

Enlouquecer nas curvas dos teus traços
Deixar sem norte os meus sentidos
Desnudar-te em orgarmos seguidos
Tirando de nós certos cansaços
Que são o delírio dos nossos gemidos
.

7 comentários:

  1. Ola Nuno tao bom esse desnorte dos nossos sentidos que nos leva a loucura.Bjokas

    ResponderEliminar
  2. É isso mesmo Nuno...
    Quando existe a mescla de amor e desejo, a visão do corpo se acende por dentro e os sentidos se abrasam...
    Belo Poema!!!

    ResponderEliminar
  3. e que bom é este desejo que nos acende!

    ResponderEliminar
  4. Deliciosamente belo.

    Beijinhos melados :)))

    ResponderEliminar
  5. Sensualmente belo, romântico, sensível e tesudo esse texto, amei lê-lo!
    Abraços!

    ResponderEliminar