quarta-feira, 16 de maio de 2018

DISFUNÇÃO ERÉCTIL: » CAUSAS E EFEITOS


Nada mais aflige a mente de um homem, sexualmente activo, que a perda de erecção durante o ato sexual. Quando tal acontece e não é tão raras vezes quanto isso, é sempre um momento confrangedor tanto para o homem como para a mulher, embora, na minha opinião, o seja mais, para o homem.

CAUSAS MAIS COMUNS PARA A PERDA/FALTA DE ERECÇÃO

A disfunção eréctil (incapacidade de manter o pénis erecto para uma satisfatória relação sexual) pode acontecer derivado a algumas razões que vou tentar expor para conhecimento de nossos queridos leitores e leitoras.

As razões da perda de erecção são muitas e vaiáveis. Talvez as mais comuns, sejam o tabagismo, o excesso de álcool, o colesterol, o cansaço, o stress, o uso de drogas, a diabetes. Questões emocionais, como por exemplo: problemas laborais, financeiras, vícios de jogo, etc etc etc, podem (e muito) contribuir para que a erecção seja menos forte e duradoura.

Todas estas estas questões – e não quer dizer que sejam em compacto – comprometem a livre circulação do sangue no corpo humano, o que provoca o bloqueio parcial ou total dos corpos cavernosos, e daí uma diminuição sanguínea no sistema cardiovascular.

Na juventude e antes da 1.ª relação sexual, é normal um jovem falhar nessa sua 1.ª experiência. Os nervos tomam conta do sistema corporal a todos os níveis e daí a performance sexual ser também afectada.
Geralmente os jovens têm receio de falhar na sua 1ª experiência e isso pode levar mesmo a que algo corra menos bem.

Na idade mais adulta e mais experiente, serão uma causa forte da perda de erecção, as situações acima referidas.
Por vezes acontece que um homem deseja muito determinada mulher, sua colega de trabalho, ou conhecida de algum outro lugar, enfim, uma mulher que lhe preenche os sentidos e estímulos emocionais a nível sensual.

Se por alguma razão o conhecimento acontece e se parte para a relação sexual, pode acontecer o homem falhar na sua função sexual. Os níveis emocionais atinjam o auge e, decerto que, como tudo na vida, nem tudo é perfeito.

O QUE SE ACONSELHA

Simples. Um homem deve partir para uma relação sexual o mais descontraído possível. Existe o ditado: - “ Quando a vontade de ir à fonte é muito grande, quase sempre se parte a bilha” – e esse ditado não existe por acaso, não concordam.

Por isso, deve o homem descontrair e com toda a calma desfrutar o momento.

A MULHER PODE AJUDAR?

Claro que sim. Se por acaso acontecer o homem falhar, a mulher deve ser compreensiva, amável, acarinhar e acariciar o homem, dizendo-lhe por exemplo: “ Tem calma, as coisas acontecem, daqui a pouco, logo, ou amanhã, já tudo correrá bem”.


Nunca uma mulher deve rir da situação que o homem está a passar e dizer-lhe por exemplo: “ Olha, olha: Mas onde está aquele garanhão que me fazia e acontecia? Não sou gira o suficiente? Não te excito agora que estamos aqui quando ainda ontem me dizias o contrário?”. Ou seja: Uma mulher não deve diminuir a funcionalidade sexual do homem pois se esse já está nervoso, imagine-se como fica, caso tal aconteça.

Não esquecer que o cérebro manda no corpo todo, e a erecção não é excepção. Se esses problemas da falta de erecção, ou a sua perda nos momentos menos oportunos acontecer de uma forma repetida, deve o homem pedir ajuda, sem vergonha, pois pode ser mesmo um problema grave, junto de um/a especialista terapêutico/a em medicina sexológica.

Caso não resulte ou não se sinta satisfeito, pode e deve consultar um médico urologista, pois pode estar a acontecer que, derivado a qualquer problema, como por exemplo a diabetes, seja pronuncio de impotência sexual, e esse facto tem de ser acompanhado e tratado.

Espero que gostem do tema.

9 comentários:

  1. Olá bonitão deste blogue. Um belo artigo! isto é um assunto que acontece a todos. As mulheres, nesta questão, "ganham" aos Homens. Conseguem ter relações sexuais sem tesão. Já os homens não! O tabaco também, dizem, que afecta, ou pode ser uma das causas. Mas sim... Diabetes, colesterol alto, entre outras coisas que afectem psicologicamente e MUITO.

    Parabéns pelo artigo
    Um beijo, Nuno Filipe.

    ResponderEliminar
  2. Muito bom, Nuno!
    Julgo que aqui, a mulher tem um papel fundamental para que o homem não se sinta mal. Imagino que seja complicado para ambos, principalmente o homem. Tema brilhante :)))

    Beijinhos molhados. :)))

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito desta questão, que pode ser um grande problema!
    =)

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  4. Uma boa questão. A disfunção eréctil existe muito mais do que se julga. Muitos homens, por vergonha, não procuram tratamento e isso acaba por os "matar" psicologicamente.

    Abraço amigo Nuno

    ResponderEliminar
  5. Olá Nuno parabens pelo artigo onde explicas e bem o que e a disfuncao eretil. Todos deveriam estar informados sobre o assunto que para muitos e dificil de resolver. Bjokas

    ResponderEliminar
  6. Nuno um grande artigo que ode ajudar muita gente que por vergonha não procuram ajuda,
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Bom dia Nuno! o artigo partilhado é real, todo o homem estás sujeito que lhe aconteça, acontece a qualquer homem, uns, uma vez por acaso, causado por qualquer coisa no momento, como escreveu e muito bem, a outros, se a situação for frequente, nada melhor, que procurar a solução junto a um medico, a mulher é uma boa ajuda.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
  8. Esclarecedor e irá ajudar a muitas pessoas.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderEliminar

Deixe a sua opinião sobre o que acabou de ver e ler mesmo que seja menos positiva. Essa, nos ajudará a sermos cada vez mais exigentes nos textos que escrevemos e temas que abordamos.