quinta-feira, 16 de agosto de 2018

EFEBÓFILIA ; PEDOFILIA ; PEDERASTIA. Serão Transtornos Sexuais iguais? Quais as suas nuances, sexualmente falando?


Em tempos idos, o sexo era visto como uma forma de procriação. A mulher existia para dar filhos ao homem e nada mais. Ainda hoje quando se fala com mulheres mais idosas – mais de 80 anos – dizem que NUNCA deram ou receberam do seu HOMEM um beijo na boca. A maioria das vezes faziam sexo e nem um beijo havia. Não era regra geral mas quase. Era assim e ponto final.

Com a decorrer dos tempos, tudo evoluiu, e o sexo não foi excepção. Existe hoje em dia uma grande diferença entre o outrora e o presente. A mente humana evoluiu fazendo com que o sexo paulatinamente viesse a tornar-se, não somente numa forma de procriar, mas também, numa “fonte” de prazer.

Daí até ao surgimento das PARAFILIAS, foi um saltinho de uma pulga, como se costuma dizer.
Entre muitas parafilias, hoje, destaco três – EFEBÓFILIA ; PEDOFILIA ; PEDERASTIA -  as quais, sendo muitos parecidas no género, são diferentes na matéria, ou seja, na atracção sexual por…

De que se trata a EFEBÓFILIA?

Esta parafilia – transtorno, tara doentia – também conhecida por hebefilia, consiste na preferência sexual, em que uma pessoa adulta, homem ou mulher, tem uma atracção física por adolescentes, quando estes, estão entre a idade dos 14 – 16/17 anos. A partir dessa idade deixam de ter interesse sexual para um Efebófilo.

Ou seja: Um homem ou uma mulher que sofra de efebófilia, quando faz sexo com um adulto, só pensa que o activo ou activa tem entre 14 e os 16/17 anos. Só assim consegue ter excitação sexual e atingir o orgasmo.

Existe inclusive quem não considere a Efebófilia uma Tara ou Transtorno sexual, mas sim, uma desordem intelectual, como por exemplo: fetichismo, voyeurismo, transexualidade, sadomasoquismo, exibicionismo. Outros, são de opinião que tudo são Taras, Fetiches, Transtornos de intelectualidade, os quais, na sua essência, vão “desaguar” ao mesmo “mar”, ou seja, não passam de Parafilias Sexuais.

Então qual é a diferença entre Efebófilia e a PEDOFILIA?

A pessoa PEDÓFILA tem uma preferência e atracção sexual por crianças de qualquer idade chegando inclusive a serem bebés.

NUNCA esquecer que a Pedofilia é um CRIME horrendo, abominável, que deve ser sempre fortemente castigado.

Um Efebólico não tem interesse sexual em crianças até sensivelmente essas terem entre 14 e 16 anos, idade em que, deixam de ser classificadas como crianças, passando ao estatuto de Adolescentes.

Ou seja: O Pedófilo tem nas suas preferências sexuais, mais fortes e intelectualmente corrosivas, crianças até mais ou menos até essa idade - 14 aos 16 anos -, embora essas, também entrem nos seus delírios e desígnios sexuais.

Perguntar-se-ão: Assim sendo, qualquer destes transtornos sexuais pode ser conectada com outra Tara/Fetiche, denominada Pederastia. Não é verdade?

Não, não é. Tem semelhanças, mas não é igual. A efebófilia designa uma preferência sexual por adolescentes e pode-se referir a adolescentes do sexo feminino, masculino, ou ambos, sendo que o adulto possuidor dessa preferência, pode também ser homem ou mulher.

 De que se trata a PEDERASTIA?

A PEDERASTIA designa especificamente uma atracção sexual de um homem adulto por rapazes adolescentes. Estão a entender a diferença? Espero que sim. Apenas HOMEM pelo rapaz, e não a MULHER, pela rapariga.

Quero ler a sua opinião.

11 comentários:

  1. Fico fascinada com os teus textos, Vanessa Flor. Didácticos, frontais, de fácil entendimento.
    Amei o tema.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  2. Parabéns Vanessa excelente texto bem explicito. Temas muito didaticos para quem nao conhece os termos apresentados. Condeno veemente a pedofilia crime horrendo. Bjinhos Vanessa e sempre bom estar informada

    ResponderEliminar
  3. Mais um belíssimo artigo que merece leitura atenta! Lá está, os nomes técnicos eram-me totalmente desconhecido! Nem posso ouvir falar de pedofilia!
    Aplausos. Adorei ler-te

    Um sussurro.

    ResponderEliminar
  4. Minha querida Vanessa Flor, o teu tema é extremamente interessante, parabéns :)))

    Beijinhos molhados. :)))

    ResponderEliminar
  5. Para mim, são pessoas doentes com graves problemas sexuais... Quem pode ter prazer com uma criança ou jovem que mal sabe para que serve a pila ou o pipi lololololol

    Como podem ter a pretensão que são a melhor imagem que vão ser o primeiro ou a primeira daquele jovem?!

    Se até eu com 48 anos, recuso-me a foder com gajos acima dos 55.... Quanto mais um/a jovem?!

    Desculpa, mas não consigo conceber que alguém que não arranje ninguém da sua idade, vá abusar de menores... desculpa mas não

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sr Francisco, bom dia

      Nenhuma Parafilia é normal e só por isso é considerada uma Parafilia. Ora o que é uma parafilia?:

      "" Parafilia é um padrão de comportamento sexual no qual, em geral, a fonte predominante de prazer não se encontra na cópula, propriamente dita, mas em alguma outra actividade.

      São considerados também parafilias os padrões de comportamento em que o desvio se dá não no ato, mas no objeto do desejo sexual, ou seja, no tipo de parceiro.

      Em determinadas situações, o comportamento sexual parafílico pode ser considerado uma perversão ou uma anormalidade ""

      É isto. Em lado algum em escrevi que acho normal esses comportamentos. Apenas tentei fazer passar a mensagem do que cada Parafília representava e em que género sexual constava.

      Por isso não precisa pedir desculpa. Essa é a sua opinião e eu corroboro disso mesmo. São Taras, Fetiches, Paranóias comportamentais.

      Será que não me fiz entender?

      Um dia feliz para sí.

      Eliminar
  6. Bom dia, "o sexo era visto como uma forma de procriação" era e continua a ser para a direita católica atual no parlamento português, os deputados do CDS defendem que sexo só deve existir para procriar, os mesmos são são idosos, as mulheres e homens progressistas sendo idosos ou não, são portadores de uma mentalidade aberta.
    Continuação de boa semana,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existe Sempre Um Lugar

      Escrevi dentro de uma regra geral. É evidente que NUNCA existiu regra sem excepção. Talvez se considerarmos numa questão de percentagem, nos tempos dos nossos bisavós/avós, 95% era apenas para procriar e 5% gozavam os prazeres sexuais. Hoje será o contrário, admitindo sempre uma opinião contraditória.

      Tudo de bom para si
      Visite e comente sempre.

      Eliminar
    2. Por curiosidade, quantos eles são no Parlamento português?

      Eliminar
  7. Mais um grande texto que li em busca de mais conhecimento
    Bjs

    Hoje em Caminhos Percorridos - Rápido, por trás...

    ResponderEliminar
  8. No caso da pedofilia, pratica-la é crime, mas há que se tratar o pedófilo como um doente, oferecendo tratamento para que ele possa viver em sociedade. Quem ja cometeio dekiti, por certo nao pode ficar sem receber a pena.

    ResponderEliminar