domingo, 30 de setembro de 2018

Qualidade libidinosa em sexo ... formas lascivas, locais e lugares eróticos.


Uma vida sexual a dois não deve ser uma obrigação, mas sim, uma fonte de prazer. Tudo é maravilhoso no princípio da relação, mas todos sabemos que, muitas vezes, por diversas razões o sexo é a última paragem do “autocarro” da vida. 

Nem sempre a quantidade é o melhor. É sim, se a aliarmos à qualidade. Assim sendo, vou tentar ajudar, indicando alguns tipos/formas de sexo, que todas as pessoas que vivem a vida a dois devem anotar no seu “livro” de qualidade prazerosa

Férias / fim de semana, conjugais

O sexo durante as férias contribui e de que maneira para o bom humor entre casais. Estar fora do seu ambiente anual – casa/trabalho/trajecto cansativo entre esses dois locais – leva a que a mente se descontraia, onde o relógio deve ficar fechado na mesa de cabeceira, inspirar um ar diferente, não ver sempre as mesmas pessoas, nem os utensílios normais com que trabalhamos, faz com que exista desejo de se experimentar coisas novas, sexualmente falando.

Imagine-se ir até à praia apreciar o pôr-do-sol? Ver e olhar o horizonte enquanto colam os lábios num beijo intenso, deixando as mãos acariciar o corpo, entrar dentro do bikini/fato de banho, dela e dele, encostar o peito às costas, encostar barriga com barriga, desviar um pouco aquele bocadinho de pano que tapa a gruta dos prazeres e deixar-se “viajar” através das virtudes do gozo lascivo. Haverá “quadro” mais perfeito?

Quantas vezes, quando existem filhos, esses, ao fim de semana, não querem ir para os avós?

Porque não deixá-los ir, e o casal fazer um programinha diferente? Ir passar a noite a um hotel e ao serão vir até à varanda desse, apreciar a paisagem que os rodeia. 

Trazer uma cadeira do quarto, encostá-la a um canto e, delicadamente começar por um carinho atrevido, dar largas à imaginação numa questão do sexo oral, desafiando o ambiente e o mais além numa questão de algum mirone longínquo os possa estar a ver. Estão a imaginar a adrenalina que essa acção pode trazer ao casal?

Ela encostar-se ao varandim e o homem atrás dela, sussurrando-lhe palavras "devassas" ao ouvido, enquanto lhe levanta o vestido e encosta o seu sexo ao sexo dela. 

Começar o homem por lhe beijar o lóbulo da orelha, o que, regra geral, lhe vai causar cócegas fazendo-a mexer o corpo, facto que leva o homem à “loucura” e a mulher a um prazer inexplicável de intenso gozo.

Nunca terem receio de conversar um com o outro, no que diz respeito ao sexo. Mudar de posições, lembrando-se que existem muitas mais para além da posição de “missionário”.

Pôr o quarto à média luz, vestir a mulher uma lingerie sexy, uma conversa atrevida, uma acção mais ousada, como por exemplo:

- O homem passar a glande roçando-a nos seios e mamilos da mulher.
- Roçar entre as nádegas da mulher, sem forçar, mas fazendo-a arrepiar e encolher-se
- Beijar a mulher começando pelos pés e subir, subir, subir, até parar em seu sexo
- Ou começar no pescoço, indo por aí abaixo, até parar no umbigo. Depois, o homem, segurar as mãos da mulher, colocá-las sobre a sua cabeça, incentivando-a a, lentamente, a empurrar até à sua fonte de prazer. Isso, enlouquece qualquer mulher.

- Saírem do sofá e sentar a mulher sobre a mesa da sala. Abrir-lhe as pernas com a ponta da língua, deixar o homem cair as suas calças ou cueca/slip/boxer mostrando a sua virilidade aos olhos da mulher. Começar por uma massagem com a língua na sua barriga. 
Não deixar a mulher agarrar o seu pénis. Deve "fugir" numa forma provocante, até a mulher se contorcer quase em lascivo delírio. É irresistível.

Existem milhares de situações em que a vida sexual pode variar todos os dias e assim nunca cair na rotina. Tudo isto pode, e deve, ser usado tanto pelo homem como pela mulher.

Estas dicas são extensivas a todos os casais, sejam heterossexuais, homossexuais, lesbianos, ou outros géneros. A rotina acontece com todos, não é verdade?

A imaginação deve acompanhar cada momento e cada segundo em que o desejo de fazer amor/sexo aconteça. Nunca deixar que a rotina tome conta da vida sexual. Isso, origina muitas traições simplesmente porque não se soube em tempo útil sair dessa rotina.

Sei que sabe de outras situações que, porventura, até já as utilizou. Quer presentear-nos com essas suas experiências e assim ajudar outros casais?

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Sensualidade e Erotismo: Serão iguais, entre os sexos, na sua génese de intenção?


Hoje vou tentar escrever algo um pouco diferente mas que, contudo, tem tudo a ver com a normal vivência conjugal, e não só, entre os seres humanos.

Sabemos que, talvez, a grande maioria das pessoas, entendem que, SENSUALIDADE  e EROTISMO, são a mesma coisa. Não são.

Têm características diferentes. Sabe o que cada uma significa numa questão da chamada “hora de conquistar”?

Sensualidade é o mesmo que erotismo?

Não. Têm definições muito idênticas, algumas até iguais na sua génese, como luxuria, sensitividade, atracção, mas não são a mesma coisa. Vou tentar descrever cada uma delas a fim de o/a esclarecer:

A sensualidade é, digamos, por fácil entendimento, um estado de espírito. Um momento de exclusividade da alma. Está mais ligada à mulher, ainda que, o homem, também seja sensual se assim o desejar ou até por característica própria.

Ou seja: A mulher para além de feminina, torna-se mais ousada, numa provocação sensitiva, usando os seus atributos para atrair sobre si, o olhar de quem ela quer que a olhe, Pode ser pessoa singular ou colectiva.

Uma mulher é sensual quando consegue conjugar diversos atributos positivos da feminilidade. Ela atrai olhares pelo seu jeito de andar, a maneira como mexe no cabelo, forma de falar, por exemplo. 

O erotismo caracteriza-se por estar “por cima”, digamos assim, da Sensualidade. A mulher procura nos seus trejeitos de sensualidade, um objectivo: Ter prazer erótico

Regra geral, perante um objectivo a atingir, a mulher usa a sensualidade para provocar, para fazer recair sobre si, determinado olhar de outra pessoa, ou pessoas.

Usa a sensualidade e o erotismo, se o seu objectivo for bem claro: Estar com aquela pessoa dentro de uma intimidade mais ousada, mais corporal, mais física, luxuriante e lasciva.

No caso do homem passa-se a mesma coisa, apenas com efeitos mentais diferentes. 

O que acontece é que a mulher, ao olhar o homem/mulher, com determinada intenção mais ousada, consegue ser sensual e erótica, de uma forma separada e/ou conjunta. 

O homem se o fizer, a mulher que o olha, pensa: "Mas que parvo". "A armar-se em bom". " Olha para ele a atirar-se a mim"

Por outro lado, se for uma mulher a olhar o homem, esse, jamais pensa isso. Na sua cabeça aparece de imediato uma … cama.

Diferenças:

- A mulher usa, regra geral, a sensualidade para provocar o olhar do homem, a sua atenção, quiçá o seu carinho e amor.
- O homem usa a sensualidade para levar a mulher para a cama, haja ou não carinho e amor.

Digam sinceramente. Não tenho razão?

sábado, 22 de setembro de 2018

Travestismo; Andromimetofilia; Ginemimetofilia; Autonepiofilia: - entre outras Parafilias, estarão sexualmente interligados?


Travestismo:

São, regra geral, homens que gostam de se vestir como mulheres. Na sua essência, nada tem a ver com homossexualismo. Evidentemente que o podem ser, mas não obrigatoriamente.

Claro que se alguém vê – tirando a época do Carnaval onde existem as chamadas Mastronças – um homem a caminhar pela Rua vestido de mulher dificilmente acreditará que aquela pessoa não é homossexual.

Embora exista quem não faça uma ligação directa entre o Travestismo e outras “doenças” de foro sexual, o certo é que poderão, no fundo da sua essência, estar interligados. Leia com atenção o que, a seguir,  escrevo:

Andromimetofilia:

É sem dúvida um transtorno/tara dentro do cérebro humano. Refere-se ao homem que possui a tara de fazer sexo, com uma mulher que, se mostre e aja, dentro de certos parâmetros, como se um homem fosse. Estranho? Sim, mas verdadeiro. Não existe o inverso? Claro que existe.

Ginemimetofilia:

Neste caso é a preferência sexual que uma mulher tenha, numa questão de excitação erótica, por um homem que, durante o dito ato, tenha um comportamento feminino, ou seja, se comporte como se fosse uma mulher.

Autonepiofilia: 

Uma das parafilias mais usadas por casais quando a sua vida sexual atinge uma certa monotonia. Tanto o homem como a mulher - cada um na sua vez e nunca em conjunto - fingem ser um bebé usando fraldas, e o seu parceiro/parceira, a trata como tal.

Esta situação varia conforme a idade que a pessoa finja ter. Se deixar de fingir ser bebé, e gostando mais de ser uma criança, tem outro domínio de paranóia intelectual. Designa-se: Infatilismo parafílico

Perguntar-me-á: E se fingir ser adolescente, com aquela vozinha e trejeitos de criança crescida? Será o mesmo transtorno?. Não. Nesse caso estamos dentro da área do transtorno denominado de juvenilismo parafílico.

 Nunca confundir com homem ou mulher que, por função de doença - se encontre acamada ou tenha que usar fralda.

Na sua mente, decerto que a palavra PEDOFILIA, já está a funcionar ao ler o que acabei de escrever. Calma. Vamos lá saber destrinçar e desmistificar as parafilias. Explico então do que se trata a PEDOFILIA

PEDOFILIA

É, decerto, a Tara/Transtorno sexual mais grave de entre todas as que existem. Esse transtorno está associado a pessoas que se excitam sexualmente com bebés, crianças, pré-adolescentes, geralmente com menos de 13 anos de idade. 

Essa excitação pode ser de natureza homossexual ou heterossexual. Pode ser um grave transtorno masculino e/ou feminino. Existe quem classifique esse transtorno como uma "doença de foro mental" e também quem classifique de maldade propriamente dita.

Regra geral, os agressores/as são pessoas tímidas, com muita dificuldade em se relacionarem a nível sexual, com outros adultos.

Existem vários factos que sendo classificados como PEDOFILIA não se inserem dentro da satisfação pessoal, através do coito. 

Não deixa de ser grave, muito grave, a orientação do agente adulto - desde que a intenção da sua acção, esteja ligada a propósitos sexuais e de excitação - mesmo quando a sua actividade para com o bebé, criança, pré-adolescente, se limite a despi-la, observá-la, e/ou tocá-la e afagá-la, ou mesmo exibir-se corporalmente, masturbando-se ou não, na presença dessa.

Espero tenha ajudado a desmitificar as diferenças, embora semelhantes na sua génese, entre as Parafilias em questão

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

DEIXA-ME CONDUZIR-TE E LEVAR-TE À "LOUCURA"

hoje é o meu momento. Hoje serás o meu sonho erótico, o meu delírio corporal

O desejo e o seu Toque, falam mais alto .   

O teu toque. Os teus dedos habilidosos, atrevidos, suaves, me deixam louca

Minha boca sedenta pelo teu sabor...

Meus lábios, minha boca, minha língua arde de desejo de te provar, lascivamente

Difícil resistir sua boca assim...

Não sei como resistir à tua língua que desliza em meu sexo que se "derrete" por ti

E como abelha faminta iremos saciar nosso apetite...

Uma lareira acesa, um desejo ardente, um mútuo Oral, quente e profundo.
Podíamos até terminar assim num gozo e prazer total. Mas não.

A cada balanço do teu corpo...

Hoje quero ser eu. Quero-te abandonado perante as minhas carícias, a minha vontade, o meu desejo de ti. Hoje, quero saborear-te até ao infinito. Ser tua. Sermos um do outro, languidamente

DEIXA-ME CONDUZIR-TE E LEVAR-TE À "LOUCURA"

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Haverá prazer sexual na prática da ...NENOFILIA ?

Todo o ser humano gosta de sexo. Apenas difere da forma e da parceira/parceiro. Todos os gostos devem ser respeitados.

O que acontece é que existem determinadas parafilias que não são, de todo, situações normais em sexo. Muitas delas, como por exemplo a NENOFILIA é, para muitos seres humanos considerado um transtorno sexual, para outros, uma situação normal.

O que é a NENOFILIA?

Não é mais nem menos que um FETICHE/TARA, em que a excitação sexual é provocada por a pessoa saber, que a mulher com quem se está, se encontra no período menstrual.

Sabemos que fazer sexo durante esse período – menstruação – ainda hoje é tabu para muitas mulheres, homens e casais. Para certos homens, ou mulheres lésbicas, o saber que a mulher está com a menstruação, cria neles um desejo incontrolável de com essa fazer amor/sexo.

Haverá prazer sexual para a mulher quando está com a menstruação?

A resposta é SIM. É essencial que fique claro que a prática sexual durante o período menstrual não faz mal à mulher, tão pouco causará dano à saúde do parceiro ou parceira. 

Do ponto de vista ginecológico, os especialistas dizem que as relações sexuais, durante a menstruação, não são nocivas de forma alguma. Poderá existir algo a nível mental, numa questão higiénica. Nada que o uso do preservativo não ajude a afastar. Isto não se aplica à pessoa que "sofre" de NENOFILIA.

Outra das benesses, é reduzir a dor abdominal típica destes dias, a tão indesejável cólica. Isto acontece graças ao orgasmo: ao atingir o clímax, a irrigação sanguínea aumenta, e quanto melhor a circulação, menos dor e inflamação causa na mulher.

Além disso, as cólicas diminuem porque todas as substâncias produzidas durante o orgasmo funcionam como analgésico natural muito potente.

A verdade é que, também acontece que a libertação de endorfinas produzidas durante o ato melhora também o humor feminino, fazendo com que seja mais fácil enfrentar esses dias desconfortáveis.

Na sequência, há que se dizer que a lubrificação vaginal é maior, motivo pelo qual as mulheres sentem bem mais prazer durante a penetração, especialmente, aquelas que sofrem de alguma secura vaginal.

Assim, um banho de água quente ou morna faz, geralmente, cessar o fluxo sanguíneo por algum tempo, eliminando também qualquer odor desagradável, sendo esse, um dos melhores preparos a fim da existência de uma noite de luxúria e bem estar fisico e mental.

Espero que gostem do tema. Comentem.

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

💋Sonho com as tuas carícias devoradoras 💖



Enquanto o tempo não chega
e o calor não vai embora
refugio-me nos meus pensamentos
nas doces lembranças de outrora
dos dias passados em tentação
em que nos amávamos sem limitação.
Dizes, que esse dia irá chegar
e com excitação na surpresa
o meu corpo se entrega ao prazer.
Na cama, os lençóis de puro algodão
e apenas uma certeza
sei, que farás de mim a tua musa
E ambas, somos as deusas da tesão

Resultado de imagem para imagens lábios beijos lésbicos

Mas quando tu cá chegares
entregar-me-ei de corpo e alma
beijar-te-ei devagarinho
provocar-te-ei, a tua libido
e mostrar-te-ei o meu desejo.
E até os teus doces lábios
me provocam doces delírios
e as tuas mãos sedutoras
que vagueiam num frenesim
fazem do meu corpo
 o doce manjar dos sábios.
Mas enquanto o dia não chega, apenas sonho
com as tuas carícias, devoradoras

Imagem relacionada

Bom fim de semana. 💋💖

Beijinhos e carinhos para todos. 😘

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Prepúcio colado à glande. O que NÂO fazer ... e o que fazer. ( Prepúcio ... Fimose ... Circuncisão )


Começando a conversa sobre Pilinhas vamos iniciá-la explicando aos meu queridos leitores e queridas leitoras, o que é o ... PREPÚCIO

O prepúcio é sem dúvida a parte mais erógena e sensível do pénis. Desenvolveu-se mais no pénis do homem, se comparado com outras espécies de mamíferos.

O prepúcio é um bocado de pele, super móvel e flexível, que envolve a ponta do pénis. Com o pénis em descanso/murcho e por acção das mãos, desloca-se essa pele para trás e para a frente da glande ( cabeça do pénis). Quando se dá uma erecção e se concretiza uma relação sexual, essa pele, por força do vai e vem, desloca-se para trás (e para a frente) virando-se do avesso, deixando a glande a descoberto. Essa pele funciona como um escudo/protecção da glande.

Quando uma criança/homem nasce, essa pele (prepúcio) está colado à glande através de uma membrana a que se dá o nome de lâmina balano-prepucial, normalmente apresentada sob a sigla LBP.

Esta membrana é muito parecida com um género de “cola branca”. Tem no bebé/criança, a missão de proteger a glande das irritações que possam ser causadas pela acidez da urina, cujas infecções urinárias são dolorosas. Protege também de infecções causadas por bactérias nocivas que possam existir nas fezes. O mesmo se passa com o prepúcio e glande do clitóris, Sabiam disto?

Regra geral, não taxativa, com o avanço da idade da criança, essa dita “cola branca” vai-se diluindo, fazendo com que, gradualmente, a pele do prepúcio se vá deslocando e libertando a glande da sua colagem. Se essa descolagem não acontecer o que fazer? Falemos disso então:

O que é a circuncisão?

Acontece que em muitas crianças até mesmo depois de chegar à idade adulta, o prepúcio, ou não se descolou totalmente, ou não se descolou mesmo.

Com o avanço da medicina, através de uma pequena cirurgia, descola-se essa pelo, através de uma lâmina especial usada pelo médico/cirurgião. Regra geral é uma cirurgia com anestesia local, podendo em alguns casos muito especiais e específicos, ser feita com anestesia geral. Essa questão será sempre determinada pelo médico especialista.
Na circuncisão retira-se toda a pele que cobre a glande, incluindo parte do frénulo (freio que liga o prepúcio à glande e que é outra zona bastante erógena para os homens).

Muitas mães preocupam-se de o seu menino não separar a pele da “cabecinha” da sua pilinha.

Não existe problema algum, visto que, regra geral, só na puberdade, o rapaz conseguirá separar completamente a pele no pénis. Existem excepções visto que certas crianças já o conseguiram fazer aos 5/6 anos. São casos mais raros.

Puxar a pele à força antes dessa idade pode rasgar a membrana protectora, criando sangramento.

Inclusive, pode causar uma dor insuportável, fazendo com que a criança ande com as mãozinhas dentro das calças/calções/fraldas, e as mães pensarem que a criança está viciada. Nada disso. A criança tem, isso sim, dor na pilinha – em função de se forçar o prepúrcio a separar-se – e daí andar com a mão naquele sitio.

As lesões provocadas pelo puxar da pele a um menino pode deixar o tecido com cicatrizes, tornando então a pele anormalmente apertada, e assim criar uma real necessidade de circuncisão. Não existe a necessidade de “forçar” a natureza das coisas.

Que nome se dá, ao fenómeno, da pele estar colada à glande?

A pele/prepúcio estar colada à glande, chama-se FIMOSE:

Tendo a pele colada, quando adulto, pode o homem ter sexo ou praticar a masturbação?

A resposta é Sim. No entanto, aconselham os médicos que deverá ser feita a circuncisão – descolagem dessa pele da glande – pois não estando liberta, pode causar desconforto e até alguma dor, bem como, uma maior dificuldade em atingir o orgasmo.

Um adulto que sofre desse problema não deve ter vergonha de falar com um médico urologista, e esse o encaminhará para o tratamento adequado. Tudo é normal, tudo existe e a natureza - ou o bisturi - são a melhor ajuda.
Espero ter sido clara e elucidativa sobre o que é o prepúcio, a circuncisão, e a Fimose, bem como, sobre o que fazer quando esse "problema" existe.

terça-feira, 11 de setembro de 2018

💕 A Carta ...A reconciliação 💕

Imagem relacionadaImagem relacionada

O amor é forte. Tão forte que chega a dar uma dor no peito, por tanta saudade. És realmente o meu paraíso, o meu porto seguro, o mundo dentro do meu mundo. As lágrimas fazem parte do forte amor que me une a ti. Sei que fui dura contigo minha amada Vanda.  

Nestes dias (semanas) que estive mais ausente serviram para reflectir muita coisa e, fortalecer a minha/nossa relação. Quero que saibas que este pequeno ciúme foi um momento infeliz – talvez por andar em baixo – Talvez das saudades. Do excesso de trabalho, da mudança, que tu sabes... Não imaginas o quanto sofri naquele quarto, quando abri o blogue e li o teu “grito de desespero”. Li aqueles comentários todos, não tive coragem de comentar.

Imagem relacionada
Achei que merecias mais que um simples comentário. Tive momentos que me apetecia desaparecer. O ciume corroeu-me, e o pior de tudo é que percebi que estava errada. A Mamy teve uma conversa séria comigo Sei que jamais me trairias ... i'm sory !

Pedir desculpa é tão pouco perante a tua declaração de amor. Li os vários e bons comentários... Não precisas de vir. Eu errei contigo. Eu sei onde te procurar. Não te digo o dia, mas espera-me...digo-te apenas que é, um dia destes. Quanto à Susana irei pedir desculpa pessoalmente.
Resultado de imagem para flores eroticas de lásbicas
Obrigada pelo carinho de todos que te protegem e apoiam a nossa relação. Sabes que não posso viver sem ti....Tréguas? Vá lá esse sorrisinho lindo, em vez de lágrimas. Até muito breve.

Autorizo que coloques no blogue. “ I love you very much, goddess of my dreams.” 
Eu;  Márcia Alves.

{PS: Espero que as minhas amigas e amigos gostem e fiquem felizes com esta boa surpresa. 😍
Thank you honey 💋}

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

🤔 O Ciúme... Onde nada demais existiu. 💋

Resultado de imagem para imagens- lésbicas de costas voltadas
Naquele dia, depois de receber um telefonema de uma amiga - Susana -, que conhecia antes de assumir o meu namoro com a Mácia. Onde apenas tomei café e conversámos... As coisas complicaram-se entre nós...
Estamos amuadas. A Marcia sabia que noutros tempos passei bons momentos com essa amiga. Mas, um café e uma conversa divertida foi o mote ,para uma pequena (grande) desavença.

Imagem relacionada
Em ano e meio, foi a primeira vez que uma conversa e um café gerou uma cena de ciúmes, séria. A Márcia sabe do meu amor por ela, mas, sabendo do meu passado com a Susana, não conseguiu gerir o ciume.
Estou triste. Estas coisas são normais, ou penso que são. Não consigo lidar com isto porque amo de paixão a minha noiva e não quero de maneira nenhuma estragar a minha, a nossa vida. Ela sabe.

Confesso-me destroçada, por saber que ela está a sofrer também. O fim de semana que passou tinha a oportunidade de vir a casa, a Sesimbra e não veio... Não quis falar comigo...Não me atende o telefone. Resta-me esperar que o tempo cure esta cena e tudo volte ao normal.

Imagem relacionada

PS: Márcia, tu és a minha vida. A minha luz. És o meu acordar, o meu tudo. Se leres isto, quero que acredites na minha fidelidade por ti. Jamais faria nada para prejudicar a nossa felicidade...Amo-te e não consigo libertar-me desta tristeza.  

Não existiu nada entre nós. Nada. Apenas conversámos e tomámos café. 

Acham que a Márcia vai ponderar e ver que realmente não existiu nada? 

💔💫💔

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Sorver o chocolate do teu mamilo ( Poema Sensual )


Derretido chocolate sobre o teu seio
 criando desejo, pureza, energia
Onde a minha língua decerto que gostaria
De lamber até o teu mamilo arrepiar
E a tua pele se erguer nas alturas
Como um carinho, sem ter receio
Da tua sensualidade, explorar
as frinchas das nossas loucuras
Onde os meus pensamentos carentes
Recaíssem sobre a tua pele em linguado
renascente, onde as minhas mãos frias
Aquecessem a sensualidade dos tuas estrias
Colando os meus lábios aos teus
Para que os desejos meus
Sejam a excitação das nossas fantasias
.