sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Inversão de papéis: Mulher com Strap-on no homem (marido/namorado)


Quando se fala em sexo anal, a mente humana, de imediato pensa na mulher e no homem, caso esse seja homossexual.

Não é muito usual se pensar no sexo anal, numa questão heterossexual, entre uma mulher e um homem, num alicerce de inversão sexual, e companheiros de vida (marido/namorado).

Vou falar-vos um pouco do sexo anal – ainda um tabu – em que a mulher esposa, namorada, amiga colorida, usando um cinto de Strap-on, ou um vibrador/consolo/dildo manual, explora o sexo anal no seu marido/companheiro.

Para muitos casais heterossexuais, hoje em dia, é usual se gozar todas as vertentes sexuais, sem que para isso se recorra ao amigo, vizinho, colega de trabalho, como se costuma dizer.

Prática do Namorado/marido, curvado (BOB)

Resultado de imagem para cinto peniano na mulher e o homem na cama a verEsta prática é aquilo que na gíria se chama de inversão de papéis entre homem e mulher. Cada vez mais, os homens e as mulheres, entram nessa, e adoram essa, fantasia sexual. 

Com o avanço dos conhecimentos sexuais, o homem também tem fantasias, sendo essa - ser penetrado - uma das que, mais assalta a sua mente. Ou seja: Deixar a sua mulher satisfazer o seu ego imaginário, possuindo-o, sexualmente, ouvir os seus gemidos de prazer, fazer com que, ela se sinta, a “dona” da cama e da situação.

Muito diálogo, abertura e frontalidade, uma cinta peniana, e muito carinho

Estes serão talvez os ingredientes mais relevantes a fim de que um casal goze o sexo na sua plenitude.

É evidente que se pode usar, para principio, um consolo/brinquedo, o qual bem oleado, se vai roçando no ânus masculino, brincando, metendo um pouco, rindo e divertindo-se ambos, com o ambiente quente e romântico que, regra geral, surge.

A verdade é que dentro do campo visual, para um homem, é muito mais atraente ver a mulher usando uma cinta peniana. Vê-la a massajar o “pénis”, colocar um creme, ou óleo apropriado, deitar-se com o parceiro de conchinha, e começar a brincar com a cabecinha do “pénis” entre as nádegas, muito lentamente, sempre acompanhadas de palavras sensuais, de encorajamento, enquanto dentro do possível, masturba o próprio homem.

A entrada do “pénis” no ânus, vai estimular a próstata, que se localiza entre o reto e a bexiga. É equivalente ao ponto G da mulher. Essa estimulação vai fazer com que o homem sinta um prazer muito grande, que a maioria dos homens desconhecem, por nunca terem experimentado o sexo anal

Quem o faz, uma vez, é amor para a vida toda?

Diz quem já o fez que sim. É um prazer diferente em todas as vertentes. Satisfaz a mulher na sua essência feminina/machista, e satisfaz o homem na sua plenitude e gozo sexual.

Uma mulher nunca deve esquecer que o ânus não fica lubrificado com os carinhos chamados de preliminares. Por isso, deve aplicar, se possível em frente ao olhar do homem, um bom lubrificante feito à base de água, tanto na cabeça do consolo, como nele todo, bem como no ânus do homem. Regra geral, a mulher passar esse creme/lubrificante no ânus do homem, origina nesse uma tesão que o pode levar, inclusive, a um orgasmo prematuro.

Também pode incentivar o seu marido/namorado a ser ele a colocar o óleo no seu ânus e no consolo peniano que ostenta à cintura ( ou outro consolo).

Resultado de imagem para cinto peniano na mulher e o homem na cama a verIncentivar o homem a ficar de conchinha ou de quatro, pois são as posições que, de inicio mais facilitam a penetração. Esta, deve ser feita lentamente, muito carinhosamente, até entrar todo ou parte do pénis. Só depois, e ainda lentamente, começar o vaivém que dará a ambos um gozo indescritível

Esta prática excita tanto o homem como a mulher. Acabam por se satisfazer um ao outro de uma forma diferente, mas que, quebra a rotina sexual, podendo elevar-vos a um patamar de gozo e prazer que, só a comunhão de diálogo aberto, sem tabus, pode conduzir. Falem um com o outro, porque assim, não precisam de ir experimentar com a vizinha do lado ou com outro qualquer amigo ou amiga.

Isso faz do homem homossexual?

Não. De forma nenhuma. Não que isso seja crime ou peste de lesa-pátria. Nada disso. A homossexualidade é um direito e opção sexual que cada pessoa deve seguir sem tabus ou preconceito.

Apenas, neste caso, o homem dá ênfase à sua fantasia de ser possuído pela sua mulher na forma anal. Todos os homens têm fantasias. Dizer que não é pura heresia. 

- Sendo homem já fez algo análogo com a sua mulher/namorada?
- Sendo mulher já satisfez o seu marido/namorado com um cinto peniano/dildo/consolo? 
- O que pensa sobre esta questão?
.

22 comentários:

  1. Olá querido Fábio!
    Em primeiro lugar elogio o teu maravilhoso tema! Há que haver abertura para tudo. No Meu caso...foi-me oferecido há tempos um vibrador, pela minha namorada...Mais não digo! Fica ( se for autorizada) para outra altura!)
    :))) Fantástico, como sempre foste e és!

    Beijinhos molhados :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vanda Nicole

      És um amor, adoro-te como sabes e sei que gostas de usar o cinto peniano. Sei porque já me contaste que o havias usado na tua namorada, lol

      Beijinho

      Eliminar
  2. Nunca, mas nunca, autorizava uma brincadeira destas. Era o que mais faltava...cada macaco no seu galho! Mas diga-se, gostei do texto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jonny

      Não existe regra sem excepção como +é evidente. O texto é num contexto geral mas não taxativo em 100% de igualdade. Uns gostam e querem, outros não. Lógico não é!. Mas olha que é muito mais usual entre casais que aquilo que possamos imaginar.

      Abraço

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Olá amiga Maria Dorada

      Vá lá... uma palavrinha, looool

      Besos.

      Eliminar
  4. Um tema que tem muito que se lhe diga, mas o texto tem toda a lógica adjacente a ele mesmo.

    Abreijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá. É caso para dizer...100 Segredos a dois ... não é verdade?

      Abraço

      Eliminar
    2. Eheh Exactamente, "100" segredos a dois :)

      Eliminar
  5. Eu não topo essa parada, não kkkkkkk

    Nada contra quem goste...

    ResponderEliminar
  6. Penso que muito se pode dizer... Não considero que um homem ao brincar uma vez em ser possuído, vire homossexual/ gay... Mas, como mais brincadeiras sim...

    Se fores ao mundo gay, todos os versáteis viram mais cedo ou mais tarde passivos. Não conheço um único que virasse só activo... A minha lista é vasta...

    Pode ser um fetiche para uma mulher, mas ela deveria saber que um homem tem próstata e isso faz toda a diferença...

    O homem é impotente, quer ter um filho, enfia um vibrador pelo rabo para tocar na próstata... certo?!

    Porque achas que o fist é mais comum no mundo gay do que no mundo hetero?!

    Se tiveres oportunidade, repara num homem a ser comido e uma mulher e vê quem tem mais prazer?! Às vezes eu questiono-me: Será de facto que uma mulher tem prazer no sexo anal, uma vez que não tem prostata?!

    Será que tem o prazer só na dor no momento da penetração?! O homem tem nos dois dor e prazer em simultâneo

    Creio que todos nós não devemos morrer "ingénuos", mas há coisas que se forem "descobertas", há riscos que se correm... Digo eu...

    Porque achas que há falta de activos no mundo gay?

    Mera opinião minha

    Abraço e gostei muito deste teu texto

    ResponderEliminar
  7. Um dos maiores tabus é precisamente esse. As pessoas desconhecem o seu próprio corpo e as zonas erógenas dele. E é uma pena. Não é esta prática que faz ninguém deixar de ser o quer que seja, é apenas uma entre tantas outras formas de se alcançar prazer a dois. :)

    ResponderEliminar
  8. Desta pratica estou fora, não me convence
    Fora isto um grande texto
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Wi-fi nas estradas Portuguesas!!!

    ResponderEliminar
  9. Ola Fabio excelente texto o teu. Sim infelizmente ainda existe muito tabu a que abrir mentalidades quanto a isso. Eu não percebo certas pessoas que dizem que sao mente aberta a tudo no sexo mas na hora do vamos ver cortam se e acham isso so para gays.
    No sexo nao deve haver tabus e deve se ter mente aberta para que um relacionamento de certo,seja ele hetero,gay ou lesbico. Muito do desgaste nas relações é nao falarem nao dizerem o que gostam no sexo e depois queixam se forem trocados por outros parceiros que nao tem tabus. Bjokas Fabio adoro ler te

    ResponderEliminar
  10. Um post fantástico! Subscrevo palavra a palavra!
    Um abraço!

    ResponderEliminar
  11. Muito bom assunto...Uma coisa é certa, não podemos morrer estúpido/a!

    Beijos e fim de semana feliz.

    ResponderEliminar
  12. Acredito que muitos homens gostem ou gostavam de experimentar. O meu namorado nem um supositório mete quanto mais um pénis à minha cintura.
    Vou oferecer-(me) um cinto desses agora pelo Natal e depois aparecer à frente dele para ver qual a sua reacção, ihihhihihihhihihih

    Beijinhos Fánio Luz. Amei o tema.

    ResponderEliminar
  13. Gostei da temática, obrigado por trazeres à conversa.
    Já experimentei e gostei do estímulo. Repetirei com certeza. E penso que há mulheres que também derivam prazer de usar um strap on.

    Z

    ResponderEliminar
  14. Belo post.....excitante e pedagógico.....sempre bom te visitar e receber tua vista...

    ResponderEliminar
  15. Não há nenhum tabu no sexo consentido entre um homem e sua esposa. E porque ele gosta desse ato sexual, não o faz gay ...

    Paz
    1Manview

    ResponderEliminar
  16. Na minha arrogante opinião, quem gosta é gay!

    ResponderEliminar