sábado, 22 de junho de 2019

Prazer gay é só sexo anal? - Nas aulas sobre sexo fala-se na génese gay/lesbiana?


Sabe-se que hoje em dia, tanto nas escolas como nas faculdades, existem – não tanto como seria desejável – aulas sobre sexo. Embora tal seja de louvar, a verdade é que, existem muitas lacunas tanto no ensino como na abordagem global ao tema gay. 

1 - Aborda-se a génese: sexo heterossexual. Mas de sexo gay/lesbiano, fala-se?

Pois se se fala a verdade é que é uma percentagem muito mínima. Amor entre duas mulheres ou entre dois homens, é praticamente um tabu, uma porta fechada, onde é proibido, ou muito restrito entrar.

Hoje, vou conversar convosco sobre alguns dados que me parecem importantes sobre o amor/sexo entre homens.

2 - Sexo é global, não sendo exclusivo da vertente heterossexual, ou seja, entre homem/mulher.

O prazer gay é apenas sexo anal? Não. Muito longe disso. Um abraço fraterno, um beijo, um olhar mais profundo, uma palavra romântica, um elogio, uma massagem, uma prendinha, mesmo que de um valor insignificante, quando o parceiro faz anos, um jantar a dois, entre outros carinhos análogos.

O Amor não escolhe parceiro/a na hora de um coração se entregar. Ser Gay não é doença. É simplesmente um opção sexual.

3 - Falando em sexo gay, o prazer vem apenas do pénis?

Não, definitivamente. Os jovens chegam à adolescência, a grande maioria das vezes a pensar que o prazer sexual está na entrada do pénis na vagina, ou na masturbação, e nada mais que isso. Erro crasso.

A masturbação sabe e faz bem à mente. Só que o prazer não se resume à introdução do pénis na vagina ou à masturbação. Existem outras regiões como o períneo, o ânus e o saco escrotal, que são fontes de enorme prazer.

4- explicando melhor:

Enquanto a mulher tem o prazer maior concentrado no clitóris, o homem, tem esse prazer também na próstata. Esta, funciona no homem, como o clitóris na mulher.

Com a entrada do pénis no ânus, esse, roça na próstata e daí o gozo ser muito grande, tal e qual, o é para a mulher quando é friccionada no clitóris, tanto pelos dedos como pela língua.

5 - O sexo anal tem a mesma facilidade para o homem que o vaginal para a mulher?

Não. A vagina quando os sentidos emocionais são activados gera a sua própria lubrificação. O ânus não “fabrica” essa lubrificação. Por isso precisa de ser usado um bom creme, embora a saliva também possa funcionar. 

O sexo anal é prazeroso quando feito com amor, vontade, e muito carinho. Nada de pressas num principio, embora depois o ritmo se possa ir aumentando quando as paredes do ânus estiverem mais habituadas e dilatadas. Sem dúvida que o creme é fundamental para uma boa relação anal.

6 - Temos de uma vez por todas deixar de pensar que ser gay/lesbiana é CRIME lesa sexo. 

Abram-se as mentes e viva-se o sexo de forma a que a felicidade esteja presente e não se usar e/ou ligar a estereótipos de mentes fechadas e "feridas" de preconceito.

Aconselhável:- Sempre  mas mesmo sempre o uso de preservativo. Não o usar é “brincar” com a sorte e a saúde. O problema – leia-se doenças venéreas – não acontecem só aos outros.

7 - Numa relação é de ficar aborrecido se não houver ejaculação?

Não. De forma alguma. Não fique chateado/aborrecido se numa relação sexual anal, sendo ativo ou passivo, não chegou à ejaculação. O prazer não está só na ejaculação. Está noutra dimensão, como acima - ponto 2 - já falei/escrevi. 

O que interessa é que o sexo tenha sido agradável mesmo se chegar aos finalmente. Claro que com a ejaculação é um pouquinho mais satisfatório. Mas não acontecer não é o fim do mundo. O que importa é os dois curtirem o momento e se divertirem emocionalmente.
..............................................................................................
Notas: Este texto é propriedade exclusiva do blogue: https://deliriosamoresexo.blogspot.com/

Não é permitida qualquer reprodução, cópia, e/ou publicação noutro blogue ou plataforma.

Espero que gostem do tema.
--

16 comentários:

  1. O prazer entre Gays ou lésbicas não passa apenas pelas relações sexuais. (Falo por mim). Penso que passa muito pelo carinho, cumplicidade, companheirismo, o que muitas vezes nas outras relações ditas normais não existe. Nos Gays existe o sexo anal. Nas lésbicas é diferente, mas temos tudo de o desejar-mos.
    Existem uns lubrificantes anais que facilitam e ajudam no prazer. Gosto deste tema, pena que muito poucos o saibam discutir.
    Saliento; que o carrinho, o companheirismo e a cumplicidade são das coisas mais importantes numa relação Gay ou outro.

    Parabéns Fábio.:)))
    Parece que nos andam a plagiar! Que triste, ganharem às nossas custas! :(((

    Beijinhos molhados.:)))

    ResponderEliminar
  2. Um tema muito interessante este aflorado pelo Fábio Luz. Muitas verdades e bons conselhos com os quais concordo. De facto quando se discute, seja onde for, as normas da sexualidade, muito pouco se discute a essência gay e/ou lesbiana. A verdade é que o amor não escolhe géneros nem fronteiras

    Tema muito bom e atual

    Beijinho Fábio

    ResponderEliminar
  3. Um tema sempre discutível mas muito agradável olhando à sociedade machista em que, por vezes, vivemos. O Amor deve ser livre e ser vivido como a pessoa quer, sem preconceitos nem reparos depreciativos.

    Gostei muito de ler este tema

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Interessante texto e perspectiva
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - HUMOR NEGRO...

    ResponderEliminar
  5. Sempre bom ler os temas do Fábio! LOL

    Bjocas :)

    ResponderEliminar
  6. Obrigado pela visita.... e o fato é que amores gays são amores também...!!!

    ResponderEliminar
  7. Bom dia, na minha opinião o prazer sexual é relativo, todo animal inicia-se sexualmente por instinto, desculpe que lhe diga, as aulas de sexo são uma treta, não existe opção sexual.
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá amigo. É a sua opinião e eu respeito-a na íntegra. Será que pode respeitar também a minha?
      É que o dono da verdade total ainda não nasceu e verdades absolutas só existem na matemática.

      Abraço

      Eliminar
    2. Bem, Não sei onde lhe faltei ao respeito, a sua opinião é muito sua, a minha é muito minha, se fossemos perfeitos, limitava-nos a dizer "sim", prefiro não ser perfeito para discordar, volto afirmar, "não existe opção sexual" para existir, eu (nós) escolhíamos uma ou umas entre elas, não escolhemos, nascemos como nascemos e devolvemos-nos sexualmente. É verdade que o dono da verdade não nasceu, mas o dono da sabedoria também não nasceu.
      Bom fim de semana,
      AG

      Eliminar
  8. O que interessa é a pessoa viver a sua sexualidade de uma maneira feliz

    Abracinho e beijinho, Fábio

    ResponderEliminar
  9. Si te interesa subir de posición podemos hacer intercambio de enlaces, tengo varios blog para hacer intercambio, contacto reggies_06@hotmail.com

    ResponderEliminar
  10. Eu diria até que o prazer anal no homem não é algo restrito aos gays. Qualquer homem pode e deve experimentar. A sociedade é que tem tabus. Qualquer mulher pode dar esse prazer a um homem ��

    ResponderEliminar
  11. Muito interessante e ilucidativo há que quebrar tabus e abrir a mente mas sempre com cuidados redobrados.

    ResponderEliminar
  12. Eu só tenho a dizer
    Cada um faz o que quer com o que é seu
    As pessoas tem por objectivo
    Se meter na vida dos outros 😂😂

    ResponderEliminar

Deixe a sua opinião sobre o que acabou de ver e ler mesmo que seja menos positiva. Essa, nos ajudará a sermos cada vez mais exigentes nos textos que escrevemos e temas que abordamos.